segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Tecnologia

A tecnologia está aumentando sua eficiência, coisa que particularmente eu adoro. Podemos até afirmar que tecnologia é sinônimo de comunicação, como também praticidade em uma infinidade de ações em nosso cotidiano. Temos inúmeros pontos de vista sobre essa evolução, desde um operário que foi trocado por uma máquina, até a um grande executivo que conseguiu se livrar de inúmeras despesas mensais.
Com tantas facilidades no seu cotidiano, as pessoas estão se movendo e se vendo cada vez menos. Ontem passávamos um telegrama, hoje passa-se um e-mail e amanhã faremos uma vídeo-conferência. Os pais não perguntam mais aos filhos sobre a escola como antigamente, pois diretamente de seus escritórios podem observar um relatório online sobre o filho na escola. Antigamente, tudo o que uma criança precisava saber, ela perguntava aos pais, porém, agora, imediatamente ela irá para a internet (papai google). A tecnologia e a internet estão se fundindo, logo será mais comum até as residências serem controladas via internet.
A tecnologia já destruiu bastante, mas também pode reconstruir, onde tudo é uma questão de tempo. Antes havia colaborado a destruir o meio-ambiente, agora pode revitalizá-lo. Quem sabe até prolongar nossas vidas.

Poderíamos ser melhores.

Para uns a educação brasileira está ótima, mas infelizmente por conta da grande existência de desigaldade social nesse país, a maior parte da população não acha nada qualificada a educação que o governo oferece os seus filhos.
Há quem diga que esses problemas estão sendo solucionados. Os países desenvolvidos que estão altamente qualificados nos níveis de educação hoje, não alcançaram suas soluções apenas com um estalo dos dedos. Para conseguir sucesso na educação do seu país, seus habitantes já começavam com a educação de seus herdeiros, antes mesmo de entrarem na escola, começando principalmente ao amor à pátria.
Podemos concluir, que infelizmente para nós, se formos analizar a violência nesses países, ela é muito menor do que no Brasil, e essa verba que agora é destinada para segurança, poderia estar nos encaminhando para o desenvolvimento.