segunda-feira, 26 de abril de 2010

Ira (literalmente)

À minha vida, eu preciso mudar todo dia
Pra escapar da rotina dos meus desejos por seus beijos (tira essa parte do beijos)
Dos meus sonhos eu procuro acordar e perseguir meus sonhos
Mas a realidade que vem depois não é bem aquela que planejei


Minha vida agora, se identifica com esse refrão.

Saudade da Infância

A infância em que não se tinha problemas em misturar meninas com meninos no mesmo dormitório.

A infância em que a internet não podia substituir o contato com os amigos.

A infância em que a briga entre amigos durava apenas 1 dia.

A infância em que a novidade da semana era o novo colega de sala.

A infância em que a grande conquista era completar o álbum de figurinhas.

A infância em que tínhamos raiva por não entender o comportamento das pessoas que se comportavam como eu e você nos comportamos hoje.

(Paulo Henrique)

Obrigado

terça-feira, 13 de abril de 2010

Quem arrisca não petisca

Sei lá eu se alguém já ouviu esse termo, mas cresci ouvindo isso.
Passados esses dias todos em que estou a maior parte do tempo sozinho, me veio uma idéia. Nada mais do que um mero produto da mente quando se está passando por alguma necessidade (instinto básico de sobrevivência). Como sou um humano, tenho minhas necessidades como um tal, entre elas estão; comer, beber, sair, ter relações com o sexo oposto e principalmente se relacionar e conversar. Sou um cara que passou muito tempo duvidando muito das pessoas assim que chegavam para conversar, e me isolava um pouco e passava a estudar as intenções delas comigo (coisa de doido, eu sei), e mesmo dificultando as coisas para o meu lado, eu não sentia a pressão pois sempre tive com quem conversar a tarde toda, minha irmã e minha mãe bastavam pra mim. Porém como tudo mudou, passei até mesmo a dar bola para o papo de idosos no ponto de ônibus. Tenho evitado fones de ouvido para poder ouvir quem quer um pouco de minha atenção, e recentemente tenho procurado fazer amizades (um grande passo). E minha mais nova diversão, se assim posso chamar, é dar "oi" para estranhos. Isso mesmo, pensei que não tenho nada a perder dar aquele velho sorrisão acompanhado de um "oi" simpático, se a pessoa não quer nada, ela irá me ignorar, ou pode passar pela cabeça dessa pessoa algo do tipo: "Se eu o conheço, não estou me lembrando agora." e me corresponde mesmo assim. Caso exista um interesse maior em manter a suposta amizade comigo, a pessoa irá puxar assunto. :D
Quem gostou levanta a mão!!! o/

Obrigado

Minha nova filosofia

“Com o tempo você vai percebendo que para ser feliz com uma outra pessoa, você precisa, em primeiro lugar , não precisar dela. Percebe também que aquele alguém que você ama(ou acha que ama)e que não quer nada com você, definitivamente não é o alguém da sua vida. Você aprende a gostar de você, a cuidar de você e, principalmente, a gostar de quem também gosta de você. O segredo é não correr atrás das borboletas… é cuidar do jardim para que elas venham até você. No final das contas, você vai achar não quem você estava procurando, mas quem estava procurando por você!” Mário Quintana

Acho que isso pode significar que voltei ao normal ^^


Obrigado

quarta-feira, 7 de abril de 2010

Eu serei, mas você só é um engenheiro se...

Com meus comentários ^^

Você sabe calculo vetorial, mas não lembra como fazer uma divisão com
virgula. (PH- mais pura verdade)
Você tem uma calculadora cientifica e conhece TODAS as suas funções. (PH- Ainda nem todas)
Você já usou o AutoCAD para projetar uma pipa para o seu filho. (PH - Ainda não, mas já fiz o meu móvel para o computador em 3D :D)
Você passa horas realizando o relatório de um experimento que durou alguns
minutos. (PH- passei muita raiva mas tirei nota máxima)
Você tem um bichinho de estimação com o nome de um grande cientista. (PH- Luppy?)
Você ri de piadas sobre matemáticos. (PH-gosto das que tem Newton e Einsten)
Você considera qualquer curso não-científico “fácil”. (PH- Fato)
Você não entende como algumas pessoas podem achar difícil programar um
videocassete. (PH- Não sou engenheiro elétrico)
Você assistiu “Apollo 13″ e achou que os verdadeiros heróis foram os caras
no “Controle da Missão”. (PH- ótima dica)
Você assume que um “cavalo” é equivalente a uma “esfera” para facilitar os
cálculos. (PH-calculo II, integrais indefinidas)
Uma criança de quatro anos lhe pergunta por que o céu e azul e você tenta
explicar toda a teoria da absorção atmosférica. (PH- haha! Fato)
Você vai a uma loja de informática e os vendedores não conseguem responder
suas perguntas. (PH- verdade)
Você costuma assobiar a musica tema de “MacGyver”. (PH- não fui desse tempo)
O que você mais gosta no Natal é montar os brinquedos das crianças. (PH-e nada melhor do que comer o manual todo antes de começar)
Você já tentou consertar alguma coisa usando elásticos, clipes de papel e
fita adesiva. (PH-Muitas vezes)
Seu PC vale mais do que um carro. (PH- Não tenho carro, mas meu PC tem mais memória que o povo brasileiro)
Você pode lembrar de 7 senhas de computador, mas não da data do aniversario
da sua mãe. (PH- é no mesmo mês que o meu)
Você sabe qual será o sentido de rotação da água quando puxar a descarga. (PH-Varia muito de descarga para descarga)
Você esta sendo processado pela Sociedade Protetora dos Animais por
realmente ter realizado o experimento do Gato de Schrodinger. (PH- só minha irmã viu!)

Você SABE o que é o experimento do Gato de Schrodinger. (PH- lógico)
Você consegue digitar 70 palavras por minuto, mas não entende sua própria
caligrafia. (PH- e piora a cada dia)
Você já abriu alguma coisa “só para ver como é por dentro”. (PH - Diverssas vezes)
Você guarda peças de eletrodomésticos estragados.
Você assiste filmes de ficção cientifica e fica procurando cenas que estão
cientificamente incorretas. (PH- hsauhsuasha, ainda critico alto, olhando pra tv)
Você tem o habito de estragar coisas tentando descobrir como elas
funcionam. (PH- Despertador, radinho de pilha, carrinho de controle remoto, controle remoto, relógio..)
Você não tem vida. E pode provar isso matematicamente. (PH- não sou matemático mas quero provar algo matematicamente)


Obrigado

O arroz grudou

Nossa, entrei na internet aqui na facul, estava matando a saudade de meus blogs nerds que acompanhava e lembrei de testar o bloger para ver se já haviam liberado o acesso. Pois é, estou dependendo da facul e outros lugares para acessar a internet a um mês! Aconteceram muitas coisas, e nessas acabei me mudando de endereço, e a porcaria do serviço de telefone não transferiram minha linha desde que me mudei. Aí me pergunto o porque fazem isso; se eu e meu pai que ralamos dia e noite durante uma semana com tralhas de mudança, tendo 4 a 5 horas de sono por dia, fizemos o que fizemos, porque a P#@ra da empresa não pode só dar uns cliques lá, mandar um terceirizado subir um poste, e botar em prática o que sustenta a família?! Enfim... não quero ficar pensando em coisas que me deixam irritado, estou aqui porque estou na facul e estou muito feliz de ver que posso postar daqui agora. Se passaram semanas e sempre vinha coisas que me dava vontade de escrever, mas nem se quer anotei... qualquer hora eu me lembro e posto.

Morar sozinho é uma bosta, porque literalmente estou sozinho o dia inteiro, estou doido para achar um emprego para ter contato com pessoas. A facul não basta porque sou um cara que seleciona muito as amizades, e acreditem, de manhã numa faculdade não tem muita gente interessante. Interessante eu digo, porque estou em uma faculdade afinal, e nela 98% do meu papo é assunto acadêmico, 1% sobre mulher e outro 1% sobre o dia a dia.

Estou e não estou procurando uma namorada ao mesmo tempo. Estou porque sinto falta da presença feminina no meu dia-a-dia, aquela companhia mais íntima e tal. E não estou porque tenho medo do que posso arranjar com essa "pressa" de achar uma parceira, e sou muito exigente, pelo menos eu ERA, porque a coisa está ficando tão feia que estou começando a tirar alguns requisitos e me surge cada coisa... por isso não quero. E outra é porque sei que se eu começar um namoro agora ele não será o último, porque estou procurando, e é diferente de quando tudo acontece em função do destino. Avisarei quando isso acabar para o clube de candidatas anônimas ficar esperto, rsrs.
Estava muito desmotivado para estudar, a vontade mesmo foi surgir bem na semana de provas, mas também estudei igual um condenado... Resultados, me ferrei bonito, estou acima da média, mas não é AQUELAS notas.
Agora que estou com sede de estudo, minha nerdisse aguçou mais ainda, até voltei a fazer meus planos de vida que estavam em extinção, e botei no papel pelo menos 3 anos pra frente (sim, eu não acredito no 2012)

Dei sorte do novo AP ser pequeno, a toalha da mesa não foi tirada desde que me mudei, rsrs. Só preciso arrumar a cama e lavar a louça.
Metade da semana geralmente como o que meu pai fez no domingo e no resto da semana eu mesmo improviso. Meu ovo frito já está ficando inteiro, e meu arroz grudou.



obrigado