quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Vida de … solteiro?

Esses dias meu primo terminou o namoro dele que tinha mais de 1 ano e meio. Ele já foi um dos caras mais galinhas da cidade e está querendo voltar aos velhos tempos dele, e querendo me levar para as aventuras dele. Certa vez, em um momento empolgado, ele me diz: “– Vida de solteiro é muito boa né cara!? ”. Aquilo ecoou em minha cabeça, e me fez refletir. EU NEM SEI QUE VIDA É ESSA. Não no sentido a que muitas pessoas atribuem. Acho que sou meio estranho para muita gente. Enquanto não estou em um relacionamento, eu me deparo com mulheres me paquerando ou até mesmo dando em cima (muito ousadas). E eu tenho as seguintes reações;  ser simpático correspondendo com um olhar ou sorriso, ou fingir que não estou vendo. Tenho amigos que ficam bravos comigo por ser assim, dizem que eu deveria aproveitar e coisa e tal, e isso eu acho que seria a tal “vida de solteiro” que tanto falam. É claro que existem mulheres que me chamam a atenção, são lindas, inteligentes, mas eu não faço o menor esforço para conseguir algo com elas. Me acho muito tranquilo quanto a relacionamento. Deixo as coisas acontecerem mesmo, não gosto de forçar nada.

Me lembro da primeira menina que eu beijei. Ela praticamente me sufocava para aquele beijo acontecer. Então eu aceitei, ela queria um “namoro” (e eu queria uma coisa séria), aceitei também o “namoro/rolo”, mas eu sentia que aquilo ali não ia pra frente desde o primeiro dia. E justamente no dia dos namorados, em uma cartinha, eu disse pra ela se conscientizar de que não seria minha ultima namorada. Haha, minha sinceridade é extrema. É claro que ela reclamou daquilo, e depois a coisa só foi desandando.

Eis um trecho de um poema que eu já citei aqui no blog, e acredito fielmente nele:

“O segredo é não correr atrás das borboletas… é cuidar do jardim para que elas venham até você. No final das contas, você vai achar não quem você estava procurando, mas quem estava procurando por você!” (Mário Quintana)

E realmente já tive a prova de que é verdade o que esse trecho diz . Foi a melhor coisa que já aconteceu em minha vida até hoje. Aí sim eu digo que estava “livre”. A felicidade transbordava, e eu não precisava mais retribuir os olhares de outras mulheres, nem mensagens de segundas intenções. Simplesmente eu já havia encontrado quem eu queria e não tinha culpa de não dar bola para outras mulheres. Dava vontade de dizer: “- Ei, desculpe mas já tenho alguém. E sabe o que mais? A gente se gosta de verdade! ”. 

Então porque nhacas gostar da “vida de solteiro” ?!

A melhor coisa, é deixar as coisas acontecerem mesmo. Tudo no tempo certo do jeito que o destino planejou.

 

Obrigado

Nenhum comentário:

Postar um comentário