domingo, 28 de novembro de 2010

Na verdade, na verdade… eu queria mudança

Estava pensando com meus botões, e refleti em muita coisa.

Uma delas é: E se quando eu morrer, eu descubra que não existe paranormalidades.

Já pensou? Tudo o que eu e outras pessoas acreditamos ser verdade, ser apenas um tipo de uma leve loucura.

Já ouviu falar em frequência de pensamento? Isso pode justificar muitas coisas. Entre elas, a forte ligação que possuímos com alguem que gostamos muito. Conheço muito bem um caso…

Duas pessoas, que poderiam ter se conhecido em diversas ocasiões, devido à proximidade com amigos em comum,  mas foram se conhecer só quando ambos desejavam a companhia de um parceiro, um carinho especial, uma paixão verdadeira. Atraídos pelas características em comum, se apaixonaram, e passaram a possuir uma ligação tão forte, a ponto de terem os mesmos sonhos. Ficavam sabendo das coisas antes de contarem um ao outro. Se um não estava bem, o outro podia sentir. E puderam sentir antecipadamente até mesmo a dor de uma futura separação causada pelo destino.

 

E se acontece de eu me apaixonar, e for um amor impossível? Acho que aí sim eu vou aderir ao tal do “ficar”. O importante é o sentimento e o valor do momento.

tumblr_lbasgipO231qd15pso1_250_large

Será que as pessoas que penso que poderei contar pra sempre, realmente serão as mesmas daqui uns anos?

Onde e como estarei daqui 10 anos? Só parece muito tempo.

Minha personalidade foi tão moldada com o tempo, o que será que pode acontecer para que mude mais ainda?

Ai ai, quantas perguntas! Ainda bem que blog não reclama desse besteirol todo.

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Ultimos vídeos que eu curti

Criatividade sem limites
Um dos mais esperados
Em 3D!
Em 3D!

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Vestibular, Fatos e Diálogo

Acabei de chegar de Jundiaí.

Domingo eu tive vestibular da UNICAMP pra fazer em Jundiaí, e viajei pra lá no sábado já. Meu pai me pegou em Sorocaba que fica 1 hora de distância. E advinha só!? Eu dirigi na estrada até Jundiaí!!! \o/ Sabe a velocidade 100km/h? então… eu passei! Cheguei até os 120km/h.

Enfim… fui ao mercado com meu pai e fiquei sabendo que lá não se usa mais sacolas plásticas. É proibido por lei na cidade. Legal né ? Depois fui pro novo AP que vou morar. De noite, meu pai me levou para um lugar chamado “Beco Fino” que é um centro gastronômico na cidade, e que tem de tudo! MC Donald’s 24h, habibs, subway, restaurante chinês, pizzaria, franquias conhecidíssimas como a cachaçaria água doce, etc. O lugar é tão grande, que só no sábado, tinha mais gente do que se juntasse todas as pessoas que estavam nos points de Itapeva, ou o equivalente à quantia de gente em 4 finais de coverama juntas! A cidade é pequena, quase do tamanho de Aracaju, mas agitada como São Paulo e igualmente desenvolvida.

 

------------------------A PROVA------------------------------

Domingo eu finalmente fiz a tão esperada prova da UNICAMP. E tirei a seguinte conclusão: ESSA PROVA VEIO DO INFERNO! PROVA DO DEMÔNIO! A prova mais cansativa de toda a minha vida! Pra começar, eram 3 malditas redações do estilo que eu nunca fiz na vida, e 48 questões de multipla escolha. Tempo pra fazer tudo: 5 horas

O esquema era o seguinte… faz merda em alguma redação, você é desclassificado. Faz merda nas questões multipla escolha, é apenas um erro. Lógico que eu dei preferência pra fazer as redações primeiro. Eu levei 3 horas e meia pra fazer as três.

1ª- O aluno tinha que se colocar no lugar de um jovem leitor de uma pesquisa da mtv que publicou um gráfico sobre essa pesquisa, com uns 12 tópicos relacionados ao que os jovens querem para suas vidas. Desde 1999 até 2008.  Supondo que nós tenhamos nos comunicado com os pesquisadores na seção “fale conosco” do site da pesquisa, pediam para que comentássemos sobre  gráfico e apontasse dois dados que não tiveram mudanças significativa ao longo dos anos, e mais 2 dados que tiveram sim uma mudança, e ainda, se identificar ou não com o perfil dos jovens descritos pela pesquisa, apontando o seu perfil e o que achava do gráfico.

2ª- Você é um líder do grêmio estudantil de uma escola, que tem recebido reclamações de alunos e professores sobre a área de ciências e mimimi. Aí, você leu uma entrevista com uma professora bambambam da área que tem feito muitas coisas legais e aplicado novas metodologias na área. Você convida ela para dar uma palestra no colégio e a redação é um convite persuasivo em linguagem formal, comunicando aos alunos e professores sobre a palestrante. Apontando 3 principais reclamações feitas, e dizer o quanto a palestrante poderá ajudar nesses problemas… etc.

3ª- RESUMINDO… você tem que fazer um artigo sobre os acontecimentos catastróficos causados pelas chuvas no final do ano passado, baseado em uma crônica de Drumom que foi dada.

Depois disso tudo, eu fui pra prova, tinha 1 hora e meia pra fazer 48 questões. Os primeiros 30 minutos eu estava bem, depois começou a dor de cabeça infernal, o estômago apavorado de fome, e meu desempenho foi caindo… Enfim, fui uma bosta nessas 48 questões. Mas se eu tivesse feito elas primeiro, talvez não desse tempo de fazer as redações com a mesma qualidade que eu fiz. E ia dar bosta.

 

-----------------------------Diálogo------------------------------                         Monologue_Man_by_DorOthY_ShoEs_large

Tudo começa mesmo, láááá atrás no tempo, quando eu comecei a me dar mal com ônibus.

Comprei minha passagem pela internet, fui retirar, e a surpresinha da noite foi:

Atendente: – Hehe, saiu aqui que você vai de Campinas para Curitiba. Toma

Eu: – Hein!? Mas eu vou pra Itapeva! É isso mesmo?

Atendente: – É! Sem problemas, só um errinho.

Aí quando o ônibus chega, ele tem aquele letreiro na frente e dizia: Campinas – Curitiba   ¬¬

Fui na paz e na bondade conferir com o motorista:

Eu: – Motorista? Esse ônibus vai para Itapeva né?

Motorista FDP: – 22:50h meu filho! só pode ser esse né!?

Eu (mentalmente): – Então muda aquela porra ali que diz que você está indo pra Curitiba, ou pelo menos informe que aqui é escala CA%$lho!   (com muita raiva de gente mal educada)

Dessa vez eu não ia dormir, porque da ultima vez eu dormi e quase não deci na minha cidade, rsrs. Coloquei os fones de ouvido, musica alta e peguei a estrada. Ficou meio frio, peguei a manta que eles entregam e me cubri. Acordei com um monte de gente entrando no ônibus e quando me dei conta, já estava na minha cidade. Saí aos tropeços pelo corredor e saí do ônibus. Quando eu vi, tinha uma pequena platéia da empresa me olhando com um olhar estranho…

Motorista: – Ué! Você desce aqui!?

Eu (mentalmente): – Não! Te perguntei se vinha pra Itapeva só tirar com a sua cara.

Eu (bonzinho e educado): – Sim :)

Bom, 3 da madrugada agora. Bateu o sono denovo.

Obrigado

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Esse você tem que ver!

Eu ri muito aqui!

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

Minha "imaginação/memórias"

Tenho minha religião que me leva a acreditar em um ser supremo, criador de todas as coisas do universo. Porém, não acredito em tudo o que se prega. Devido a coisas que eu sinto e acontecem que tem possíveis explicações.

Gosto muito da idéia de vidas passadas. E acredito, simplesmente porque acho que o céu e o inferno são aqui na terra mesmo. Não acredito no céu após a morte, porque seria um lugar muito perfeito e viveríamos como vegetais. Diz a bíblia que não nos lembraremos de ninguém quando estivermos lá... sem sentimentos adquiridos em vida na terra, em um lugar onde não haverá pecado (aonde vai ficar o interesse sexual pelo sexo oposto?) viver assim com que propósito?! Ah não! Acredito em Deus, e também acredito que ele é um ser inteligente o suficiente para fazer algo melhor pra nós após a morte.

Acredito que sou reencarnação por vários motivos. Um deles, uma amiga me explicou. Me disse que sou uma alma velha, que passaram a ter certas capacidades no início do século 21. Foi justamente o ano em que eu passei a presenciar paranormalidades e me lembrar de todas, pois poderia já ter visto quando mais novo, só que não percebia. E o outro motivo são sonhos que eu já tive. Sonhos realmente muito intrigantes por causa das coisas sem nexo que se passam neles. Vou colocar aqui, uns dos que eu escrevi:

18/06 – 19/06/10

Dessa vez eu era uma criança e tinha mais dois irmãos ou irmãs, não sei.

Mas o curioso é que éramos brancos e loiros. Aquele cabelo loiro que chega a ser quase branco. Brincávamos em uma piscina e estávamos sujando os cabelos com uma tinta verde incandescente, e dava muita risada um do outro. Lembro de alguém , acho que minha mãe se referindo a mim como Paulo Henrique mesmo. Mas eu era muito pequeno acho que não conseguia falar ainda.

Sonho do dia 07/06 para o dia 08/06

Todos os sonhos foram observados em 3ª pessoa, e se passavam em meados de 1980, pessoas com características do estrangeiro. Brancas, loiras e olhos claros.

- Vi uma mulher com sua suposta filha, andando pela areia da praia numa tarde, a menina devia ter uns 4 anos, não parava de correr ao lado da mãe, e se distanciava muitas vezes sozinha procurando pelo pai. (eu simplesmente sabia que ela procurava o pai)

Esse segundo sonho, se passava na década de 80, o que implica que se for uma memória de vida passada, eu tenha morrido cedo. E acho que isso justifica um de meus temores sem motivos que eu tive dos 14 aos 17 anos. Quando eu tinha 14 anos, eu simplesmente passei a sentir que eu ia morrer cedo, não lembro se foi sonho ou simplesmente pressentimento, mas eu achava que seria aos 17 anos. E desde então, até meu aniversário de 17 anos, eu chorava em silêncio. Mas graças a Deus eu ainda estou aqui ^^

Outra motivo, são meus gostos e como já me senti muitas vezes. Quanto a esse sentimento, é um sentimento de que estou na época errada. Já invejei muitas vezes cenas de filmes de época, com o desejo de vivenciar aquilo tudo. Gosto de musicas e coisas antigas, que até poderia suspeitar de ser influencia de meus pais, mas eu sempre gostei MUITO! E uma das coisas que eu mostrei um interesse maior que eles, é por musica medieval e celta (aquelas que você vê em filmes, as famílias de vilarejos dançando todos juntos freneticamente). As vestes, o linguajar formal arcaico, ambientes rústicos, castelos, essas coisas eu adoro.

Outra coisa, são os meus modos de pensar quanto a relacionamento. Uma amiga minha até me disse que eu sou conservador. Eu gosto de conhecer e me aprofundar na vida de quem eu estou interessado ou que planejo algo no futuro. Gosto daquela coisa de pedir a menina em namoro, conhecer a família (sem medo dos pais! ^^ ), presentear sem ser uma data especial, ficar ao lado sem necessariamente estar aos amassos, etc. Eu aprecio essas coisas, e vejo que as pessoas, meus amigos, da minha idade ou até mais velhos, acham esse tipo de coisa careta. Os caras que eu conheço acham frescura, só querem a namorada pra saciar os desejos sexuais e nem se interessam muito pela vida delas.

Às vezes me pego tendo flashs de "lembranças" que me assustam. Posso estar fazendo tarefas de matemática, me vem alguma cena estranha na mente, a qual eu nunca passei por tal momento. A ultima vez que aconteceu, eu me vi em um bar bem velho, e eu estava em um lugar muito frio, tomando cerveja e rindo com algum conhecido.  Euhein Oo

 

-----------------!MUDANDO DE ASSUNTO!-------------------

 

Me peguei brisando sobre minha vida futuramente. E pensei: “ E se eu já conheço a mulher de minha vida e ainda não sei?”  “Vai que ela ainda tenha 14 ou 15 anos?” “Vai que seja alguma dessas meninas que eu estudei no maternal ou no ensino fundamental?”   Já pensou?!

Eu fiquei pensando que seria legal, um belo dia eu me esbarrar com alguém em algum lugar público, e quando olhasse pra cara da pessoa, percebesse que é uma conhecida de muitos anos atrás, voltássemos a converssar, ia rolar aquela química, e de repente perceberia que é a mulher de minha vida. Nooooosssssa, seria muito daora.

Às vezes quando me pego pensando no futuro, tenho a impressão que vou ser famoso ou conhecido por alguma coisa. Nada dessa fama de televisão e tal, mas o tipo de fama específica em uma área, que só as pessoas daquela área que vão me reconhecer. Como por exemplo, um designer, que só as pessoas que ficam ligadas nessa área conhecem os grandes nomes.

Outra vez já pensei: “Não escrevo tão bem a ponto de ser escritor, mas já pensou se dá os 5 minutos em mim e eu consiga algo do tipo?” Um dos exemplos que me faz pensar nisso, são essas pessoas que fazem coisas e jogam na internet e sem querer ficam famosas.

 

Chega! Eu tinha mais coisas pra escrever, mas é muita baboseira o resto.

 

Obrigado ^^

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Salão do automóvel

Me lembro que desde que eu era criança, eu acordava cedo aos domingos só para assistir o auto esporte. E me lembro que o que eu mais esperava ver em algum dos programas eram os dias do salão do automóvel. Tive uma fase que fui louco por carros, principalmente os esportivos. Enfim… sempre quis ir ao evento. Só que eu passei 9 anos e maio no nordeste, longe de SP, e quando eu vinha pra SP era pra visitar os parentes no interior e só no final de ano, porque era muito caro passagem de avião.

Agora que estou morando em SP novamente, ficou tudo mais fácil. E esse ano eu tive o prazer de poder ir e ainda por cima pegar a edição especial dos 50 anos. MASSS… é lógico que minha vida aqui não facilitou as coisas pra mim, rsrs.

O evento abria 13h. Eu e um primo meu, íamos com o pai dele de carro. 3h de viagem. Mas decidimos ir LOGO no feriado de finados. A estrada até que estava tranquila e meu tio, segundo ele, tinha total controle para se localizar, porque já havia morado em São Paulo e tal… mas 10 ANOS ATRÁS! Chegamos na cidade 15:30h, nos perdemos, pegamos alguns congestionamentos, 16:30 achamos a fila quilométrica de carros para entrar em um dos estacionamentos do evento, cancelaram a fila na nossa frente porque havia acabado as vagas, saímos de lado e furamos a mesma fila mais à frente, na nossa vez de entrar anunciaram um outro estacinamento que tinha aberto e tinha mais de 1000 vagas, fomos até lá, ficamos mais uns 40 minutos na fila, e entramos finalmente quando já era 17:30. Tinha uns cambistas burros vendendo “ingresso” do lado da bilheteria pelo mesmo preço ¬¬ . Vai ser burro assim lá na #&@ E AINDA POR CIMA, dizia que a gente ia pegar uma fila lá que estava gigantesca, mas também com uma placa gigantesca dizendo: “caravanas”. Aí depois que entramos foi só alegria. Eu até estava afim de comprar uma ferrari sabe… mas não gostei de nenhuma das cores que eles tinham e deixei pra outro dia XD

(clique na imagem pra ver o album de fotos)

Obrigado ^^

terça-feira, 2 de novembro de 2010

Besteiras…

Por um momento bateu a revolta em mim e deu vontade de excluir muita coisa aqui. Mas parei pra refletir antes.

O que estava me encomodando, é a quantidade de coisas desnecessárias que eu coloco aqui. Não são muitas coisas. Simplesmente invoquei comigo mesmo. Mas passou ^^

Só queria deixar claro, que todos esses meus pensamentos loucos que eu coloco aqui, não são levados a sério, pelo amor de Deus! São momentos que eu flagro minha imaginação fértil funcionando a todo o vapor e acabo achando engraçado, rsrs. Aí não só gosto de registrar esse tipo de coisa como também expor para algumas pessoas. Por mais que eu não as faça rir, é uma tentativa. Tem muita gente assim, com essas idéias loucas, mas tem vergonha de expor e tem algum problema em rir das próprias idéias. E rir de si mesmo, é uma coisa saudável.

Só isso. Obrigado

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Fotos – sem tema e sem motivos

Xico – O Quati

SAM_1399

Uma parte da praça aqui perto ^^

091810132010

Vista da sala de aula, no colégio que fica Láááááá em cima da cidade. E claro… não é uma vista voltada para a cidade.

102210185319

Gordo – é o nome dele mesmo (ele era gordo e o nome ficou “Gordo”, simples)

081510154929

Meu chará, o mais novo da família (“tudo a ver” hein)

SAM_1391

Uma foto legal. Minha irmã que tirou (Dizer logo, antes que ela fique de mimimi para créditos)

SAM_1649

Flagrados… Eu e o Netão lavando louça

SAM_1671

SAM_1670