segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Dias

Passei um tempinho sem postar aqui, e vou ficar mais um tempinho denovo. Tudo por causa dessa movimentação de final de ano. E pra me deixar mais ocupado ainda, estou de mudança. Hoje a outra parte da mudança foi pra Jundiaí. Eu poderia ter ido também, mas preferi ficar na casa de um primo. Porque ir pra lá, pra em 4 dias já voltar? Prefiro ficar direto mesmo.

O natal da família não foi o melhor de todos, mas a festa que eu fui aqui na cidade,foi a melhor que eu já vi em Itapeva. Ingresso caro e divulgação fechada. Só sabia da festa quem estivesse na mesma "bolha" de amigos.

Minha cabeça está à mil! O que vai ser da minha vida, onde vou estudar?, que curso?, trabalho, novas amizades, possibilidades, aprender o que ?, viver, viver e VIVER!

Queria fazer um post com a retrospectiva do meu blog. Mas pena que não estou com meu computador, estou no pc de um primo, e não tem as coisas que eu preciso pra fazer um post mais rápido e bem organizado.

Esses dias me deu vontade de voltar a escrever memórias. Que pra quem não sabe (quase ninguém sabe), eu gosto de registrar minhas memórias. Mas não publico aqui, claro. Sempre que eu começo, eu escrevo páginas e páginas até cansar. Outro dia eu vou e continuo... Mas aconteceu que a maioria das vezes que eu me recordava de algo antigo, eu não tinha nada pra escrever e não esquecer de passar pro computador. E assim eu fui deixando. Depois me animei denovo pra registrar os fatos... estava acontecendo um monte de coisas boas e decidi focar a "história" em um único acontecimento, fui escrevendo cada momento, cada pensamento, cada progresso e planos que eu tinha. Mas não deu pra continuar denovo. Mas não porque eu quis, mas porque não teve mais continuação dos fatos, aí tive que parar mesmo. Mas gosto dele e guardei em um banco de dados seguro na internet. Apenas uma pane mundial pode apagá-lo ;)

Estou a fim de começar um tipo de SUPER registro. Uma espécie de diário mas sem mimimi. Vou escrever TUDO o que eu lembrar que aconteceu no dia. TUDO mesmo! Até os diálogos. Mas é meio chato ter isso escrito porque outros podem acabar achando o documento e ler. ¬¬ Vou esperimentar começar um pra ver no que dá.

É isso. Tenho um post em mente já, mas não to muito a fim de fazê-lo aqui nas ferramentas básicas de edição de blog. E só para eu não me esquecer, vai ser sobre os fatos de minha vida NERD. Não as nerdisses atuais, que são leves comparadas às de antigamente. Aí sim você vai ver como eu era... hum... Esquisito.

Obrigado ^^

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Naquele dia em que os sentimentos transbordam pelos olhos

Hoje saiu o resultado da UNICAMP, e eu não passei para a 2ª fase. Já senti todos os sentimentos possíveis de um perdedor. Decepcionei pessoas que apostavam alto em mim.

Agradeço a você, meu amigo(a), que estava torcendo por mim. Se não fosse essa força, talvez eu nem tivesse tido disposição para ter tentado.

Sinto muitas saudades de você.

“Você não é um perdedor, os perdedores desistiram antes mesmo de tentar. Considere que haviam pessoas mais preparadas que você, e que você não deixa de ser melhor que eles. Bola pra frente, cabeça erguida, que o proximo jogo vai começar e você tem que estar preparado”  (Pai)

Obrigado

Agradecimento

“Queria agradecer a você.

Que me deu esperança quando tudo parecia estar perdido.

Que me deu forças quando pensei que não era capaz.

Que tinha as palavras exatas no momento exato.

Que mesmo longe, ainda me faz sorrir mesmo quando o momento carece dos devidos motivos para que tal gesto ocorra.”

(Paulo Henrique)

Obrigado

Coisas que eu escrevi, e que eu mesmo gostei

"A melhor coisa, é deixar as coisas acontecerem mesmo. Tudo no tempo certo do jeito que o destino planejou."

"Ao aparecer em minha mente, não me causa mais dores. Me pego rindo e fitando o horizonte, relembrando momentos felizes e os carregando em meu sorriso."

"Já experimentou parar para relembrar toda a sua vida até hoje? sobre cada pessoa que passou por você, cada ambiente que conviveu por um determinado tempo, cada frase dita e cada reação obtida, cada oportunidade que poderia mudar 100% sua vida tanto pra melhor quanto pra pior. Suas vitorias e derrotas, e o que o levou a elas. Parar pra pensar que cada decisão sua, não é realmente sua. Você é apenas o personagem escolhido pelo “Sr. Destino”, para viver mais uma de suas estórias."

"Saudade da infância em que tínhamos raiva por não entender o comportamento das pessoas que se comportavam como eu e você nos comportamos hoje."

"Tudo isso é muita loucura, mas é o produto de minha mente quando tenho nada pra fazer e um blog pra escrever."

Loucura de ultima hora? Estou dentro!

Domingão… acordo com meu primo me ligando, 11 horas da manhã.

- Vamos pro Paraná!?

- Hein?! Espera aí…. Onde?! Quando?!

- Agora! Eu vou levar a Rafa (a namorada dele) pra fazer o vestibular da UFPR. Se arruma então, que em 10 minutos eu estou aí.

Me levantei rápido

Minha mãe: – Que isso!?

Eu: – Eu vou viajar :D

Expliquei pra ela.

Em 10 minutos eu estava na estrada. Nossa, fazia uns 11 anos que eu não passava essa fronteira. Adoro viajar por essa região, porque a paisagem e a vegetação são quase que únicas nessa região aqui no Brasil. Aquela mata de clima frio, campos e montanhas, construções antigas, essas coisas… Eu gosto muito! Pena que o friozinho clássico foi aparecer só no final do dia. Ficamos numa cidade que não tinha muitas opções, ainda mais por ser domingo de tarde. Então juntamos uns pais de outros alunos, que também estavam por lá esperando os filhos fazerem a prova, e fomos jogar bilhar! O pessoal logo percebeu que não éramos de lá. A maioria da população branca, olhos claros, e por incrível que pareça, com sotaque GAÚCHO! curioso né?! Enfim, o pessoal muito gente boa.

Tentei tirar foto com o celular, mas não consegui nada muito bom.

121910180810

domingo, 19 de dezembro de 2010

A saudade

61569_152497884771423_100000336362958_330200_283542_n_large

Sentir saudades não tem a ver com o tempo que não nos vemos, ou há quanto tempo não nos falamos. Sentir saudades tem a ver com os inúmeros momentos em que me encontro a fazer alguma coisa desejando que você estivesse ao meu lado.

Mensagem

“ Se tudo na vida fosse só alegria, as pessoas não dariam valor à felicidade... Às vezes é preciso chorar para sabermos o quanto é bom sorrir! É preciso sentir saudades, para sabermos o quanto gostamos de alguém! Quando temos tudo, nada parece ter valor, mas se nesse caso, perdemos algo, é que damos importância ao que acabamos de perder! A vida é um antes, um durante e um depois, por isso viva o hoje, esqueça o ontem e deixe Deus tomar conta do amanhã! ”

(Autor desconhecido)

sábado, 18 de dezembro de 2010

Vida imprevisível

Ultimamente tenho me deparado com muitas pessoas que se surpreendem com meu estilo de vida. Mas só porque eu me mudei algumas vezes. Mas o que pegou mesmo, é porque eu estou em Itapeva e ano que vem já estarei em Jundiaí. Mas a minha vinda para Itapeva foi só passageira mesmo, e as pessoas já acham que é sempre assim…

Esses dias andei conversando com uma nova amiga, que por enquanto só conheço pela internet, e descobrimos algo em comum, ela também é nômade! kkkkkkkkkkk                Sim, fica se mudando toda hora, por conta do emprego do pai dela. O mesmo motivo que o meu.

E nos perguntando um ao outro sobre a vida, sobre acontecimentos e outras coisas, ela me pergunta: “Porque a vida faz coisas tão cruéis com a gente? "  Eu disse: “Não acho que ela seja cruel. Acredito que ela apenas escolhe os métodos mais difíceis de se ensinar as coisas.”

E tenho sim MUITO o que reclamar dessa vida de nômade, que se Deus quiser já está no final! Mas tenho também muito o que agradecer.

Nessa vida, eu conheci muitos lugares, muitas pessoas, muitos costumes, novas culturas, e muito mais. Acredito que o aprendizado está embutido nisso tudo. Com certeza está. Eu passei por várias experiências de vida, como a variação de classe econômica. Aprendi a lidar com pessoas de várias classes sociais, conheci muitas realidades, aprendi a mudar o nível do vocabulário a depender com quem eu fosse converssar.

Conheci MUITA gente! Mas MUITA mesmo. Reconheci quem eu podia confiar, e ainda posso confiar até hoje. Nessas, eu aprendi a não criar muitas expectativas das pessoas. A gente se decepciona demais, a ponto de um belo dia, uma desapontamento não nos afetar tanto. Pessoas maravilhosas passam por nossas vidas. Essa é a parte dolorosa. São as pessoas que a vida selecionou com todo o cuidado, colocou diante de nós, e aprendemos com elas dez vezes mais do que com o restante. Marcam nossas vidas e passamos a ter um forte desejo de um dia querer retribuir de alguma forma. São verdadeiros anjos. E claro que também existe aquelas pessoas que só nos dão “paulada”. Esses só aparecem com um único propósito, deixar a gente esperto (isso vale para todas as pessoas, não só para os nômades que é o assunto desse post).

A nossa vida é cheia de acontecimentos cômicos. Nossa certidão é de um lugar, o RG de outro, habilitação de outro, ensino médio geralmente também nunca se passa inteiro num mesmo colégio, o sotaque nunca mais será o mesmo, a gente se perde nas novas cidades, e quando está ficando tudo certinho, adaptado… PAM! Mundaça! Aí lá vamos nós.

Mas acredito também, que somos uma espécie de “ferramenta” pra dar um toque na vida das outras pessoas também. Como um grande amigo meu, que conheci em João Pessoa, me disse:

“… agente era meio que dependente um do outro
de tanta amizade agente ficou dependente.
Quando você foi pra aracajú,
foi o tempo em que agente mais evoluiu em termos de personalidade e confiança.”

Isso serviu para os dois ^^ 

Agora, acredito e sinto que não vou mais me mudar nem tão cedo. Estou quase pra contruir carreira na região. E quando eu me formar, é muito provável eu procurar desafios em outros lugares, mas dessa vez, eu vou escolher se eu quero me mudar ou não.

Viver a vida intensamente, curtir o que ela tem pra oferecer, viajar bastante, conhecer vários lugares sabendo que não vou ficar muito tempo, até a vida achar que já está bom demais e finalmente me apresentar bons motivos para se fixar em um local e construir minha vida. E provavelmente será em um local que eu goste e que a mulher da minha vida more também.

Ehhhhh vida louca!

Obrigado :)

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Sonho Louco

Sonhei que eu tinha que fazer alguma cirurgia lá na Coréia! Coréia do sul, claro. Enfim, eu sabia que tinha que fazer alguma cirurgia lá. E o plano era, eu ia pra lá, pegava um ônibus pro hospital, fazia a cirurgia, voltava pro aeroporto, e ia voltava pra casa. Só que a loucura começa no ônibus. Eu entrei e não fazia idéia de onde eu deveria descer. Aí eu já me sentia super encomodado por ser estrangeiro, e pra variar, na mesma hora que eu entrei no ônibus, entra um coreano bêbado, quebrando o vidro da porta. Muita gente viu que foi ele, mas os que não viram, ficavam me olhando como se tivesse sido eu. Fiquei um tempo lá, constrangido, até que um coreano velho pegou na minha mão e começou a me puxar! Ele desceu e ficou olhando pra mim, esperando eu descer também. Pensei que eu não tinha nada a perder e fui ver qual o mistério dele ter me puxado. Ele falou comigo em português! Com um sotaque, mas sabia falar.

Coreano: – Pela sua cara, você está perdido né?      

Eu: – Sim!

Coreano: – Eu te levo em lugar pra te ajudar.

Ele me levou, mas me deixou na frente de um lugar escrito “clínica para tímidos” !!! Aí quando fui falar com ele, que não era aquele lugar que eu procurava, ele já tinha saído. Anoiteceu, eu não sabia falar coreano, estava sem dinheiro, sem celular, sem mapa, fudido. Aí eu achei um hotelzinho e fui lá xeretar. Por sorte a recepcionista era brasileira. Mas eu não tinha um centavo se quer no bolso. Nessas, eles acabaram fechando os limites do hotel. Ou eu pagava pra ficar ali, ou pagava! Não tinha como fugir. Aí eu vi pela câmera de segurança um vandalo destruindo a saída e correndo. A recepcionista olhou pra mim e disse: – Vê se não apronta como esse aí.

Eu comecei a maquinar um jeito de sair dali. Achei umas correntes, amarrei numa alavanca lá que forçava as portas automáticas abrirem (não abriam mais por causa do horário) e passei correndo! E quando eu cheguei na portaria, tinha aqueles portões pequenos que precisava da autorização do porteiro pra abrir! Por sorte, estava saindo um carro do hotel, e quando o portão abriu pra ele, eu passei correndo! A recepcionista começou a correr gritando atrás de mim! Aí dois guardinhas que estavam na calçada, me viram sair correndo do hotel, pelo lugar errado, e ainda por cima eu era estrangeiro! Com certeza pensaram que eu tinha feito algo errado. E começaram a correr atrás de mim! No desespero, eu tentava correr, mas eu tinha a sensação que meus joelhos se batiam, e minhas pernas estavam meio tortas! Aí…

Acordei

E minhas pernas estavam encolhidas mesmo, por causa do frio, rsrs.

Obrigado 

Saiu

Sabe aquela barrinha que fica piscando esperando você digitar algo (Tipo essa " | " só que piscando) ? Então... estou horas olhando pra uma dessa. Acho que isso já é parte de um início de vício. Pelo menos, escrever é um vício saudável.

Tirei férias sexta-feira. Dos 25 alunos, estavam indo apenas 5 na ultima semana. É... acabou o pebolin, kkkkkkkkkk. Mal começou as férias e já estou desorientado no tempo. Achei que hoje fosse segunda-feira! E por falar em "segunda-feira", essa de ontem foi o segundo dia mais feliz do ano! Eu tinha uma energia muito maior antes pra comemorar, mas um pequeno detalhe abateu minhas expectativas, rsrs. Aconteceu que já foi comprado meu ingresso pro show do PARAMORE!!! O que entrou um pouco em choque com minhas expectativas, é que eu estava crente que ia assistir o show na pista premium, a mais cara e a mais legal, porque fica colado no palco. Só que não deu... aconteceram umas coisas, e o vendedor abriu a compra antes da hora oficial, e só quem estava à toa de tarde na internet, viu e espalhou. Esgotou a pista premium em minutos e eu tive que comprar a pista comum mesmo. Mas o que importa é que EU VOU PRO SHOW DO PARAMORE!!! Tudo tem um lado bom... se eu não consegui o que eu queria, foi por algum bom motivo. Vai que eu consiga ter um contato pessoal com eles?! Vai saber né!? :D

As férias mal começaram, e eu já estou desocupado. Esses dias invoquei com o cubo de rubik, o famoso cubo mágico, e encrenquei que ia conseguir montar ele. Ainda não consegui, mas estou chegando perto... já descobri que ele é baseado em algoritmos :D Agora é só aprender esses algoritmos e terminar ele. Um dia eu posto um vídeo de eu montando em alguns segundos! hehe

Estou na expectativa de meu resultado na UNICAMP ainda... Sai dia 20! Eu passando, vou meter a cara nos livros até dia 15/01. Caso contrário, eu vou ter que correr atrás do prejuízo. Ambos os acontecimentos, vão dar uma reviravolta em minha vida, que só vai começar definitivamente depois que esses acontecimentos passarem.

Aí! Eu nem sabia o que escrever, e no fim as palavras foram saindo.

Obrigado

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Me definindo com imagens

Refrão que não sai da cabeça

The White Stripes - I Just Don't Know What To Do With Myself”

I just don't know what to do with myself

I don't know what to do with myself

Planning everything for two

Doing everything with you

And now that were through

I just don't know what to do

I just don't know what to do with myself

I don't know what to do with myself

Movies only make me sad

Parties make me feel as bad

'Cause I'm not with you

I just don't know what to do

 

É lenta e depressiva no início, mas depois fica legal ^^ Mas o que eu gosto mesmo é do refrão.

Ciência ¬¬

Faz dias que eu queria ter postado isso, mas estava com preguiça de escrever. E ainda estou! mas não tenho o que fazer.

Tudo começa, com a notícia sobre a “descoberta” de vida fora da terra. E a mídia com suas técnicas de manter audiência, chegou ao ponto de chamar a mesma matéria de 2 formas diferentes. Uma quase mentira e a outra verdade, que não deixa a primeira ser totalmente mentira. Vou explicar…

O jornal chama uma matéria mais ou menos assim: “não perca! mimimi… NASA descobre forma de vida extraterrestre! E mais… ciêntistas descobrem nova espécie de bactéria em um lago na Califórnia, e blablabla”

E lógico que eu fiquei super ancioso!

O que aconteceu na verdade é que:

A princípio, existem os 6 elementos da vida (eu os chamo de CHOPS’N), que são; Carbono, hidrogênio, oxigênio, fósforo, enxofre e nitrogênio. E são esses que os ciêntistas procuram em outros planetas, pra saber se é possível existir vida. Enquanto não achassem um lugar que tivesse todos os 6 elementos, eles não iriam cogitar a idéia de existência de vida. PORÉM, a nova bactéria descoberta, foi submetida à alguns estudos, e descobriram que ela pode substituir o fósforo (P) por um outro elemento chamado Arsênio, que é considerado tóxico para a maioria dos seres vivos, e viver tranquilamente. :D  Aí! Disseram que “descobriram” forma de vida fora da terra. Porque não precisam mais procurar somente pelos 6 elementos lá. Se não tiver fósforo, pode ter arsênio e consequentemente forma de vida! 

Essa não foi a primeira vez que a ciência me decepcionou (decepcionaram porque apelaram pra duas notícias). Da ultima vez disseram que o triceratops  NUNCA EXISTIU! Nossa! foi uma decepção. Um dos dinossauros mais daoras nunca existiu. Nem lembro mais direito o que aconteceu para terem mentido. Mas mentiram. E teve “Em busca do vale encantado” vol. 1, 2, 3, 4, 5, 437…. e sempre com o triceratops lá! D: que merda!

 

Obrigado

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Perguntas

Quantas vezes você andava na rua e sentiu um perfume e lembrou de alguém que gosta muito?
Quantas vezes você olhou para uma paisagem em uma foto, e não se imaginou lá com alguém...
Quantas vezes você estava do lado de alguém, e sua cabeça não estava ali?
Alguma vez você já se arrependeu de algo que falou dois segundos depois de ter falado?
Você deve ter visto que aquele filme, que vocês dois viram juntos no cinema, vai passar na TV...
E você gelou porque o bom daquele momento já passou...
E aquela música que você não gosta de ouvir porque lembra algo ou alguém que você quer esquecer mas não consegue?
Não teve aquele dia em que tudo deu errado, mas que no finzinho aconteceu algo maravilhoso?
E aquele dia em que tudo deu certo, exceto pelo final que estragou tudo?
Você já chorou por que lembrou de alguém que amava e não pôde dizer isso para essa pessoa?
Você já reencontrou um grande amor do passado e viu que ele mudou?
Para essas perguntas existem muitas respostas...
Mas o importante sobre elas não é a resposta em si...
Mas sim o sentimento...
Todos nós amamos, erramos ou julgamos mal...
Todos nós já fizemos uma coisa quando o coração mandava fazer outra...
Então, qual a moral disso tudo?
Nem tudo sai como planejamos portanto, uma coisa é certa...
Não continue pensando em suas fraquezas e erros, faça tudo que puder para ser feliz hoje!
Não deite com mágoas no coração.
Não durma sem ao menos fazer uma pessoa feliz!
E comece com você mesmo!!!

Martha Medeiros

Hááá!

Eu estava esperando dar dia 06/12 pra postar denovo XD só pra não dizer que posto todo dia.

Tenho uma imagem e um texto ^^

Essa imagem é a representação perfeita de todo o caminho de nossas vidas!

nascimento_morte

Diga aí se não é verdade!? kkkkkkkkkkk

domingo, 5 de dezembro de 2010

Dias disparando, uma teoria e surpreso ^^

Nossa, ainda ontem faltava 1 mês para sair o resultado do vestibular que eu prestei. Aí DO NADA! já é dia 5 de dezembro!!! faltam apenas 15 dias para eu saber meu resultado :D  E pensar que a essa hora muitos amigos meus estão loucos se preparando para um vestibular lá em Aracaju, para a UFS. Às vezes sinto falta daquele ritmo frenético louco! Mas realmente não quero passar por isso denovo. Aí você me pergunta: “ué!? mas você está prestando vestibular e não está assim agora?”. Eu não estou tanto, porque eu já tenho uma boa carga de ensino médio, já passei por isso. E outra, é que só é uma coisa maluca pra quem está fazendo pela primeira vez, que é muito assunto pra ver em um ano só.  Bom, estarei torcendo MUITO pra quem for fazer amanhã! Serão 4 dias, então eu aconselho a apenas relaxar de um dia pro outro. Nada de ficar lendo apostilas e tal. Nem ficar lendo as correções das provas que vão sair no dia posterior, isso reflete muito no psicológico. Aaaaaaiii que droga! Estou parecendo aqueles tios chatos que acha que a gente não sabe nada disso  XD

Ontem eu fui na primeira formatura da minha vida! Sim, eu não fui nem na minha (longa história). Foi a formatura de Ensino médio, do colégio que eu faço cursinho. Fui, porque muita gente que estuda lá no 3º ano, faz cursinho de tarde também, e me chamaram :)  Cheguei lá totalmente deslocado. Eu não achava a pessoa com que eu combinei de me encontrar lá, e pra piorar não tínhamos o celular um do outro. Aí eu via muita gente pro lado de fora do salão, e lá dentro super apertado! tendo a cerimônia e os mimimis da vida. Eu pensei: “tá, a festa não vai ser aqui, a cerimônia está acabando, e o que toda essa gente está fazendo aqui fora?” somando PH perdido + deslocado + ninguém conhecido + a habilidade de SUPER desatento = PH desesperado! Eu comecei a achar, que dali, todos iriam pegar seus carros e ir para um salão onde seria a festa mesmo (como em casamentos sabe?). Graças a Deus, não foi isso. O salão onde foi a festa, era do lado (parede com parede), do salão onde estava tendo a cerimônia, Uffa! ^^

Aí começa uma teoria que eu achei super legal! É chamada de “Teoria dos 6 Graus” que diz que, no mundo, são necessárias no máximo seis laços de amizade para que duas pessoas quaisquer estejam ligadas. É tipo assim: Eu conheço uma pessoa, que conhece outra lá no Canadá que conhece um diplomata que é parente da Rainha da Inglaterra. Ou seja; a partir de 6 pessoas, eu posso estar ligado a todas as outras do mundo.  E porque eu comecei com isso? Porque nessa festa de formatura, eu vi tanta gente conhecida! MAS tanta gente! Que tinha gente que eu nem me lembrava mais que eu conhecia, rsrs. E muitos desses conhecidos, se conheciam entre si! No final das contas, foi bem legal a festa.

Ahhh! Eu acabei sabendo que meus amigos não se esqueceram de mim! \o/  Éh! Uma amiga mesmo, que eu pensei que nem tinha mais tempo pra dar uma passadinha aqui, me disse que ainda sempre lê :D  Nossa, fiquei tão feliz que até estou dormindo melhor  ^^  

Obrigadão! :D

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Coisas boas

Minha vida não está exatamente como eu gostaria, mas com o pouco que tem me oferecido, tem me deixado muito feliz com ela.

Não tenho muitos amigos, mas os poucos que eu consegui nesses meses, me proporcionam momentos muito bons. Muitas risadas, simpatia, demonstração de afeto, etc. São pessoas excelentes que eu tenho conhecido. Tenho amigos que agora estão distantes de mim, e que até fazem anos que não nos vemos, mas sempre estão conversando comigo pela internet, e mostrando que realmente a distância não muda nossa amizade. Lembrando que quando eu digo que é amigo, é porque é AMIGO mesmo! Tenho amigas, que acabei descobrindo que tem consideração por mim, muito mais do que eu pensava, que eu achava que com a distância iam mudar um pouco. E tem as pessoas que me animaram e me deram todo o apoio pra não desanimar com a vida, e até me fizeram prometer que não ia deixar de escrever no blog, mas acho que nem lêem mais isso aqui. :/

E a melhor notícia de todas!

O PARAMORE VEM PRO BRASIL DENOVO!!!

E dessa vez eu vou ver!

hayley-showing-brazil-some-love-large_1239659643510

Quem me conhece, sabe muito bem o quanto eu sou fã dessa banda. E todo esse carinho por eles, tem motivo. Eles apareceram em minha vida, na melhor fase dela. Na melhor férias. Na época que eu conheci mais gente legal. Nos dias em que as letras deles falavam comigo. Etc.

Da primeira vez que eles vieram, não deu para eu ir, por causa do custo que ia sair tudo, que seria em média uns R$1500 na época, porque eu morava longe e passagem de avião comprada muito perto da data de viagem, era muito caro. Eu chorei e tal, mas entendia a situação. Pelo menos, no dia do show, meu primo estava lá, e fizemos ligações de celular um para o outro durante o show para eu poder ouvir! :D   E eu chorei no celular de felicidade, de estar ouvindo ao vivo o show deles. E AGORA! Eu estarei morando pertíssimo do local do dia do show! Estou empolgadíssimo com o grande dia. Finalmente vou poder ver eles, e certamente estarei grudado nos limites do palco. Vou cantar/ enrolar nas músicas que eu souber, vou fazer de tudo para que a Hayley me veja, e … nossa! não paro de imaginar coisas! Vai ser um dos meus sonhos realizado.

atyaaabsxpptzrezob81etvyhnntkg58q6jcxpllcbhxjtil_44hwrljm4ottmwunxv2q5c885lzitxk8jkdma_uwmq9ajtu9vd9wf4isjiqbal7rmqcayaejwvgza