domingo, 29 de maio de 2011

Canadá!

Estou aqui, só pra registrar, e poder dizer que eu escrevi isso um dia.

Em breve, eu vou pro Canadá!!! minha meta, é até no máximo 1 ano depois que eu me formar. Ou seja, até o final de 2013, eu já quero ter passado por lá!

Sonho sobre o futuro

Nessas de atualizar minha biblioteca de músicas, eu achei essa banda. Adorei de primeira! Já baixei todas as músicas, e eles me acompanham todas as manhãs :)

The Apples In Stereo

Dream About The Future

When I tell you that I need you
You don't believe me
When I tell you I won't leave you
You don't believe me
When I tell you it's forever
You don't believe me
When I tell you it's not over
Oooh-ooh-ooh, you don't believe me
You don't know what you do to me
(You don't know what you do)
Girl, you don't know what you do to me
(You don't know what you do)
What do you see (What do you see)
When you dream about the future
Do you see me?
What do you see (What do you see)
When you dream about your heart?
What do you see (What do you see)
When you dream about the future?
Dream about the future
When I tell you there's no other
You don't believe me
When I tell you there's no lover
Oooh-ooh-ooh, you don't believe me
You don't know what you do to me
(You don't know what you do)
Girl, you don't know what you do to me
(You don't know what you do)
What do you see (What do you see)
When you dream about the future
Do you see me?
What do you see (What do you see)
When you dream about your heart?
What do you see (What do you see)
When you dream about the future?
Dream about the future
You don't know what you do to me
(You don't know what you do)
Girl, you don't know what you do to me
(You don't know what you do)
What do you see (What do you see)
(When you dream about the future)
Do you see me?
Dream about the future
What do you see (What do you see)
(When you dream about the future)
Do you see me?
What do you see (What do you see)
When you dream about your heart?
What do you see (What do you see)
When you dream about the future?
Dream about the future

Como ela vai ser?

Não me conheço mais, quando se trata de meus critérios para escolher uma namorada. Será mesmo que vale a pena esperar ela chegar?
Confesso que já tentei mudar essa coisa minha, de só querer coisa séria, mas não foi uma experiência muito legal, rsrs. (Garanto que futuramente, quando eu ler isso, vou rir só de lembrar)
Esses dias perguntei pra minha irmã, “como será que vai ser a minha namorada?”. Ela não soube dizer, e eu não me conheço mais.
Talvez “Ela” seja daquelas que está sempre procurando coisas novas, meio complicadinha, querendo sempre mais da vida. Aquele tipo de mulher que aprecia os menores gestos da vida, e que não se importa com o que os outros pensem ou com o que o “mundo” tenta impor. “Ela” é única, e gosta de ser única. Vive tão intensamente, que às vezes vai me dar vontade de jogar tudo pro alto e seguir os planos mirabolantes dela, rsrs. Talvez seja do tipo que, em algum momento, vai chegar do meu lado e simplesmente querer pegar na minha mão e ficar ali, mesmo sem nenhuma palavra a dizer. Acho que “ela” vai saber que vai ser minha namorada, assim que nos olharmos pela primeira vez. Onde será que ela está?

sábado, 28 de maio de 2011

“Mude” mais uma vez ^^

Simplesmente porque eu gosto desse texto, e ele me inspira nessa nova etapa de minha vida.

PS: Dessa vez, o texto original com a autoria original. Ao contrário do que eu fiz da primeira vez, colocando o Pedro Bial como autor.

Mude

 

Mas comece devagar,
porque a direção é mais importante
que a velocidade.
Sente-se em outra cadeira,
no outro lado da mesa.
Mais tarde, mude de mesa.
Quando sair,
procure andar pelo outro lado da rua.
Depois, mude de caminho,
ande por outras ruas,
calmamente,
observando com atenção
os lugares por onde você passa.
Tome outros ônibus.
Mude por uns tempos o estilo das roupas.
Dê os teus sapatos velhos.
Procure andar descalço alguns dias.
Tire uma tarde inteira
para passear livremente na praia,
ou no parque,
e ouvir o canto dos passarinhos.
Veja o mundo de outras perspectivas.
Abra e feche as gavetas
e portas com a mão esquerda.
Durma no outro lado da cama.
Depois, procure dormir em outras camas.
Assista a outros programas de tv,
compre outros jornais,
leia outros livros,
Viva outros romances!
Não faça do hábito um estilo de vida.
Ame a novidade.
Durma mais tarde.
Durma mais cedo.
Aprenda uma palavra nova por dia
numa outra língua.
Corrija a postura.
Coma um pouco menos,
escolha comidas diferentes,
novos temperos, novas cores,
novas delícias.
Tente o novo todo dia.O novo lado,
o novo método,
o novo sabor,
o novo jeito,
o novo prazer,
o novo amor.

A nova vida.

Tente.
Busque novos amigos.
Tente novos amores.
Faça novas relações.
Almoce em outros locais,
vá a outros restaurantes,
tome outro tipo de bebida
compre pão em outra padaria.
Almoce mais cedo,
jante mais tarde, ou vice-versa.
Escolha outro mercado,
outra marca de sabonete,
outro creme dental.
Tome banho em novos horários.
Use canetas de outras cores.
Vá passear em outros lugares.
Ame muito,
cada vez mais,
de modos diferentes.

Troque de bolsa,
de carteira,
de malas.
Troque de carro.
Compre novos óculos,
escreva outras poesias.
Jogue os velhos relógios,
quebre delicadamente
esses horrorosos despertadores.
Abra conta em outro banco.
Vá a outros cinemas,
outros cabeleireiros,
outros teatros,
visite novos museus.
Mude.
Lembre-se de que a Vida é uma só.
Arrume um outro emprego,
uma nova ocupação,
um trabalho mais light,
mais prazeroso,
mais digno,
mais humano.
Se você não encontrar razões para ser livre,
invente-as.

Seja criativo.
E aproveite para fazer uma viagem despretensiosa,
longa, se possível sem destino.
Experimente coisas novas.
Troque novamente.
Mude, de novo.
Experimente outra vez.
Você certamente conhecerá coisas melhores
e coisas piores,
mas não é isso o que importa.
O mais importante é a mudança,
o movimento,
o dinamismo,
a energia.
Só o que está morto não muda!
Edson Marques.

It’s a Beautiful World ^^

Essa música me traz muitas sensações e lembranças boas, por isso quero compartilhar com quem ler, e espero que sinta o mesmo.

 

LETRA:

My my my it's a beautiful world
I like swimming in the sea
I like to go out beyond the white breakers
Where a man can still be free (or a woman if you are one)
I like swimming in the sea.

My my my it's a beautiful world
I like drinking Irish tea
With a little bit of lapsang souchong
I like making my own tea.

My my my it's a beautiful world
I like driving in my car
Roll the top down sometimes I travel quite far
Drive to the ocean stare up at the stars
I like driving in my car

All around is anger automatic guns
It's death in large numbers no respect for women or our little ones
I tried talking to Jesus but He just put me on hold
Said He'd been swamped by calls this week
And He couldn't shake His cold

And still this emptiness persists
Perhaps this is as good as it gets
When you've given up the drink and those nasty cigarettes
Now I leave the party early at least with no regrets
I watch the sun as it comes up I watch it as it sets
Yeah this is as good as it gets.

My my my it's a beautiful world
I like sleeping with Marie
She is one sexy girl full of mystery
She says she doesn't love me but she likes my company
For now that's good enough for me

 

Obrigado

Novo design!!!!

Adianta de que, fazer tantas mudanças e não mudar o principal registro de minha vida?

Pois é, esse blog é o único lugar que reúne fatos de minha vida por escrito.

Só estou me batendo aqui pra conseguir fazer aparecer meus seguidores de volta. O maldito gadget está ali, mas não aparece ninguém D: E eu sei que tenho mais um seguidor,porque antes eram 6, e agora tá escrito 7 lá no painel, mas eu não consigo ver quem é o  novo seguidor! Cáspita!

hammm…. o que mais pra escrever?

Deixa pro próximo,

obrigado.

Será?

Sempre gostei de acreditar em destino, mas esses dias li uma frase que me fez refletir sobre isso.

Destino, pode ser só uma desculpa bonita de justificar o que está acontecendo.

Mas ainda acho que ficou muito vazia essa frase. Destino pra mim, é uma coisa muito mais abrangente. Meio que sem definição exata. Muitas pessoas citam o destino apenas nos bons momentos, e acabam dando um uso muito superficial a essa palavra ao jogá-la aos quatro ventos :/

Já falei aqui no blog o que eu acho sobre isso. E procuro entendê-lo em todos os fatos de minha vida. Sejam bons ou ruins, todos tem um propósito que levam a um único fim.

sábado, 21 de maio de 2011

Olha eu aqui ^^

Demorei pra escrever de volta hein? Desculpe a demora.

Às vezes me pergunto: “Eu escrevo pra mim mesmo, ou para outras pessoas?”

Acho engraçado pegar meu blog pra ler, porque tenho a sensação que escrevo para outra pessoa, quando na verdade, eu escrevo por escrever. É claro que muita coisa aqui eu já escrevi para que outros lessem, mas os textos que eu não pretendo focar em alguém, eu acabo passando essa impressão, rsrs. Vai entender…

Minha vida, minha filosofia, meus sonhos, meus desejos, e muitas outras coisas estão mudando, FINALMENTE.

O trabalho me ajudou bastante no meu desenvolvimento.

A vida/Deus faz coisas que a gente não entende de cara, mas é necessário paciência para entender o “porquê” dos fatos. É como nossos pais, que brigavam conosco quando éramos pequenos e não tinhamos a menor idéia do quanto aquele sermão iria refletir em nossa personalidade, e hoje, particularmente eu agradeço cada um que eu escutei.

Sabe uma das coisas que eu finalmente provei por experiência própria? Que às vezes, o silêncio realmente é o melhor remédio.

Eu com essa minha mania de experimentar coisas novas, me meti em uma, que está trabalhando muito com minha timidez, kkkkkkkk. Resumindo, eu comecei a fazer um curso de modelo. PRA QUÊ!? Nossa, nunca me senti tão tosco e exposto em toda a minha vida. O que me ajuda? Imagine… eu era um coitado que não sabia onde enfiar a cara quando alguma mulher me encarava/olhava/paquerava. E nessas ultimas semanas, eu fui o único homem, que era olhado por 14 mulheres ao mesmo tempo, durante 3 horas de aula. A sensação pra quebrar essa “barreira” é muito ruim. Não digo que venci a timdez, mas melhorei bastante. E depois, eu não vou fazer trabalho em passarela. No máximo foto, pra tirar um dinheiro extra. O que vier é lucro.

Estou feliz pra caramba no meu trabalho. Melhorei de posição na empresa, e estou sendo frequentemente elogiado.

Já comprei coisas que eu nem imaginava adquirir ainda esse ano :)

Minhas amizades estão começando a surgir.

Consigo ver a família com mais frequência.

E por mais que eu já conhecesse a grandeza da região, eu ainda me impressiono sempre.

PS: 01:33 am – Estou lascado… a idéia era eu já ter ido dormir mais cedo hoje, pra viajar amanhã, mas tinha umas pendências aqui, e acabei me empolgando.

No final das contas, posso considerar sim, que meus textos são destinados a alguém. Seja para eu mesmo futuramente, ou para minha amiga que me prometeu estar sempre lendo :D

Agora preciso sair, pra tentar dormir.

Espero não demorar pra postar novamente.

Obrigado 

domingo, 1 de maio de 2011

Paramore, mudanças, realidade.

Paramore é a minha banda favorita.

Mas atualmente, me sinto mal por não me dedicar mais tanto a eles.

É um sentimento de culpa, mas eu acho que é por conta do costume que eu tinha. Eu ouvia MUITO o dia todo. E eles sempre atualizando e mandando informações na internet, com músicas novas, vídeos, clipes, shows marcantes pelo mundo e tudo mais… realmente era viciante pra mim.

Eu tinha a Hayley Williams como o reflexo de uma namorada pra mim, mas depois eu vi que não era bem assim, rsrs. Ela é maravilhosa, mas descobri que também existem mulheres como ela ao meu alcance XD

Enfim… estou numa fase de transição. Já fazem 8 meses que minha vida virou de cabeça pra baixo, e ainda não me acostumei com muita coisa. Estou me desgrudando aos poucos de lembranças e estilo de vida. Coisas como experimentar outras atividades, procurar novos desafios, atualizar biblioteca de músicas, conviver com uma variedade maior de personalidades, mudar visual, etc.

Ainda não me acostumei com o tamanho do desenvolvimento da região, sempre me impressiono com alguma coisa.

Agora tenho “olhos de consumidor” kkkkkkkkkkkk e sei o que é a tentação de poder comprar uma coisa e ter que se controlar.

No trabalho, convivo com um pessoal com outra realidade de vida… e posso dizer que aprendo sim alguma coisa com essas pessoas.

Meus amigos? Por enquanto só os vejo na faculdade. Tem os que fazem o mesmo curso que eu, e os que eu vou conhecendo nos tempos livres. Todo esse pessoal trabalha. Tem o casado, o velho muleque, o novo que já é pai, o humilde trabalhador, os jovens descolados, gente de todo tipo. Totalmente diferente do pessoal que eu convivia antes, que se resumiam à estudantes, sem muitas preocupações, turminha de 14 a 20 anos e quase todo mundo sem juízo, kkkkkkkkkk.

Não tenho tempo nem pra me coçar direito. Mas a cada final de semana eu faço algo novo, ou pelo menos tento.

 

well, por enquanto é só.

Obrigado ^^

Que Saudade

Putz… como estou com saudade

Saudade de um monte de coisa.

Saudade de escrever a cada 2 dias aqui

Saudade de ouvir paramore a maior parte do dia

Saudade dos cálculos de 2 folhas de engenharia

Saudade de andar de bicicleta

Saudade de ir no cinema com os amigos

Saudade de se reunir com os amigos

Saudade de jogos de computador

Saudade de papo cabeça

Saudade de ler AQUELE livro

Saudade de grandes amigos

Saudade de sonhos marcantes

Saudade daquele abraço

Saudade de ter tempo pra procurar coisas pra aprender

Saudade de muita coisa…