sábado, 25 de junho de 2011

Tentando me desligar

Tem uma coisa que eu quero deixar de lado, que é o tal potencial mediúnico que eu acredito ter. Descobrir que a maioria das sensações e experiências estranhas que eu já tive, são consequências dessa “habilidade”, não me deixa muito confortável.

Há muito tempo que eu não vejo mais nada fora do comum. Mas as sensações e sonhos, ainda permanecem. Esses dias mesmo, me deu uma tristeza do nada! E logo de cara me veio em mente uma pessoa… Isso me deixa muito preocupado. Nas vezes em que eu pude entrar em contato com as pessoas, elas realmente estavam passando por algo, ou até mesmo precisando falar comigo.

Sonhos sobre prováveis vidas passadas. Eu gosto de acreditar nisso, mas só enquanto são sonhos bons,e na hora que for um sonho ruim? Tudo bem,você pode dizer: “ahh, mas digamos que realmente seja, já passou, não tem porque que não gostar”. Mas vai saber! Eu não gostaria de ver a morte de alguém por exemplo. Os sonhos são tão reais, que eu posso sentir sensações e sentimentos.

Essa noite, eu sonhei que eu estava tirando uma kombi novinha da concessionaria. Ela tinha duas cores, e ambas eram claras. Era meio que um cinza com branco. Tirei ela, e fui andar. Ela tinha a direção muito ruim! Demorava para responder, e eu tinha que virar muito o volante para ela começar a virar, e nessas eu acabei raspando o retrovisor dela. Enquanto eu voltava com ela para loja, eu pensava no que fazer para enrolar o vendedor e fazer com que ele não visse o arranhão. Chegando lá, na checagem, foi a primeira coisa que ele viu, mas passou direto e foi só rodeando a kombi, e enquanto eu rodeava indo atrás, eu via que ela estava completamente velha! Cheia de ferrugem, tinta apagada e muitas outras marcas. Foi como se o passeio tivesse envelhecido ela, e para o vendedor estava em boas condições. Foi muito estranho.

Então… uma das coisas que eu queria, era ter começado a frequentar um centro espírita para saber lidar com essas coisas. Mas não. Não quero mais.

 

Obrigado

Nenhum comentário:

Postar um comentário