domingo, 31 de julho de 2011

Cansado de tentar enganar a mim mesmo

Ok? Eu não gosto de ficar sozinho.

Sabe quando você está apaixonado, e a alegria transborda pelos seus olhos? Até o modo de ver as coisas fica diferente. Não há nada que tire essa felicidade. Você dorme pensando na pessoa, e acorda pensando nela… sorrindo :)  Até as músicas parecem te ouvir. Mais pessoas passam a sorrir pra você, onde na verdade estão retribuindo um sorriso que você não consegue tirar da cara. Você fecha os olhos, e pode ouvir a voz, sentir o cheiro, e lembrar com perfeição dos momentos. Quando estão juntos, seu coração acelera, e você tem a sensação de que deve cuidar muito bem do que tem em mãos, pois é uma das coisas mais valiosas que você possui.

Mas e quando você está assim, e algo subtamente lhe rouba o principal motivo de toda essa alegria?

Acho que é mais ou menos o que eu sinto a 1 ano. Eu quero descontar na vida. Digo no sentido de fazer uma loucura. A sensação é de que eu não posso deixar isso passar batido. Quero quebrar algum limite meu. Quero sentir adrenalina. Toda essa “energia” é uma das coisas que alimenta minha vontade de sair do país.

Mas o que eu queria mesmo, é sair sem rumo. Pegar uma grana, ir para um aeroporto internacional, escrever o nome de um monte de cidades, e sortear. O que fosse sorteado, seria meu destino, com apenas passagem de ida. Lá eu me virava.

Vontade de esperimentar um “romance” sem compromisso. Ser conquistado e conquistar também, sabendo que eu posso sumir a qualquer hora.

Não quero ser o tipo de gente que só aparece no lugar, faz alguns amigos, e depois vira só mais um dos muitos outros que também sumiram. Eu quero ser aquele cara, que depois que vai embora, as pessoas olhem por onde eu passei e lembrem que tinha um cara que gostava muito daquela árvore. Que vejam alguém fazer um trabalho, e lembrem que um dia ali naquela cadeira, teve um cara que fazia aquilo muito bem.

Mas tudo depende do tempo que ELA levar para aparecer.

Obrigado

2 comentários:

  1. O problema de alguns objetivos e vontades é que a gente fala muito neles mas não corre atrás de nenhum, esperando sabe-se lá o que.
    Não devíamos deixar nossas vontades ser uma coisa que dá e passa.

    ResponderExcluir
  2. Acho que você está certo. O problema é quando a vontade surge, e não temos como executá-las. Eu mesmo, se já tivesse com o dinheiro necessário, eu já teria feito muita coisa. Mas as maiores vontades, não passam. Elas aguardam o tempo que for necessário para serem executadas.

    ResponderExcluir