domingo, 27 de novembro de 2011

Eu? Eu também não sei

A hora do banho geralmente é o momento que eu mais penso na vida, reflito, tenho idéias e tomo decisões importantes. E nesse exato momento, eu acho que estou com necessidade de postar. Tem essas postagens mais abaixo, que achei que seriam legais colocar. São do meu tumblr, mas eu acho que a idéia não vai muito pra frente, pois eu gosto de originalidade, e praticamente 95% do meu tumblr é de autoria alheia.

Deduzi também, que ultimamente eu tenho me auto-avaliado com muita frequência aqui no blog. Seria uma neurose? Andei dando uma relida e percebi muitos “eu me considero” . Já cheguei a pensar em ir em um psicólogo, mas acho que o efeito de seu serviço será praticamente o mesmo que escrever aqui. Com a diferença de que ele vai dar palpites do que eu devo fazer, e eu consequentemente não saberia aceitar porque sou do contra. A não ser que ele seja bom o suficiente para se prevenir quanto a essa característica minha, previamente percebida em outras consultas. E vai me dar palpites aplicando a psicologia reversa. Só que ele pode ser louco igual eu, e prever que eu previ que ele vai aplicar a psicologia reversa em mim e assim acabar dando aconselhando de fato o que ele acha melhor pra mim. 

-------------------------------------------

Tem a opção A e B

Psicólogo : Faça a B

Eu: eu vou querer a A

Eu pensando: mas ele falou para eu fazer a B só para eu decidir a A, então vou fazer a B

Eu faço a B de fato.

Loop infinito detectado.

ERROR 404

-------------------------------------------

Por isso eu não posso ir a um psicólogo.

Só sei que eu não quero ser neurótico. Não querer ser neurótico, é neurose?

Neurose:

O termo neurose foi criado pelo médico escocês William Cullen em 1787 para indicar "desordens de sentidos e movimento" causadas por "efeitos gerais do sistema nervoso". Na psicologia moderna, é sinônimo de psiconeurose ou distúrbio neurótico e se refere a qualquer transtorno mental que, embora cause tensão, não interfere com o pensamento racional ou com a capacidade funcional da pessoa. Essa é uma diferença importante em relação à psicose, desordem mais severa. Neuroses são quadros patológicos psicogênicos (ou seja, de origem psíquica), muitas vezes ligados a situações externas na vida do indivíduo, os quais provocam transtornos na área mental, física e/ou da personalidade. De acordo com a visão psicanalítica, as neuroses são fruto de tentativas ineficazes de lidar com conflitos e traumas inconscientes. O que distingue a neurose da normalidade é assim (1) a intensidade do comportamento e (2) a incapacidade do doente de resolver os conflitos internos e externos de maneira satisfatória. (Preciso dizer que peguei com a Sra. Wiki? )

 

Que sono

Eu acredito em você, ouça minha voz, te estendo minhas mãos, meu amor é incondicional – Jesus

Você nunca vai conseguir o que você quer, se você sempre deixar as pessoas pisarem em cima de você. (Plankton)

“Eu nunca vou entender porque você é exatamente o que eu quero” (Tati Bernardi)

sábado, 26 de novembro de 2011

Será o meu limite?

Não sei se foi a semana ou se realmente estou chegando aos meus limites de paciência. Sei que nos ultimos dias eu estive muito estressado (desde o feriado prolongado até ontem). Eu trabalhei e estudei direto, mantive um ritmo muito frenético, e digamos que não fui muito bem recompensado por esse esforço.

---------------Reflexão pra me colocar no meu lugar-----------

Quem sou eu pra dizer que não fui bem recompensado? Às vezes sou muito mal-agradecido quanto à minha vida.  Me considero um pouco uma pessoa mal acostumada, e esqueço que pertenço à uma classe de vida abençoada. Odeio me pegar fazendo drama por coisas superficiais.

Minhas condições de trabalho não são das melhores. Eu trabalho em uma operação, a qual eu fico 8 horas trabalhando em pé (ai de quem ser pego sentado no estoque!), andando kilômetros, organizando as coisas sabendo que a peãozada vai bagunçar tudo de novo, tendo que engolir gente ignorante, e enfim… Mas em contrapartida, tenho um fretado confortável , um refeitório muito bom, um dos melhores planos de saúde do mercado, e uma função fácil até de mais.

----------------------------------//--------------------------------------

O que me deixou louco, foi essa coisa de participar de uma operação logística, eu estar cursando um curso de gestão em logística, e estar vivenciando o grosso da logística, a área mais louca de todas! Eu tenho certeza que eu não quero isso pra mim. Eu quero planejamento! Estratégia! Quebrar a cabeça! Usar o que eu sempre gostei de exercitar em mim, meu cérebro.

Eu tenho minhas metas. E a próxima está para o semestre que vem. Vamos ver até lá.

As tarefas de faculdade estão se encerrando mais uma vez… Depois do dia 30, só volto em fevereiro.

50% da minha motivação de ir pra faculdade, só volta ano que vem. Ela já saiu de férias.

------------------------------------//------------------------------------

Eu necessito de uma bicicleta, de um bluray player, video-game, e uma câmera digital. SÓ

 

Obrigado pela paciência

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Mandando a real

Junte:
Um feriado prolongado de Quatro dias de folga sendo usados pra ficar em casa estudando e sem sair dos limites do quarteirão. O fretado da empresa atrasar todo dia na volta, ter que sair correndo pela rua pra chegar em casa a tempo, se arrumar correndo, cruzar a faculdade correndo, correr pela faculdade, e já sentar com uma prova na cadeira, durante os três dias . Perder uma das matérias desses três dias. Ter que ir trabalhar no sábado e domingo, e estudar o assunto referente às provas da semana seguinte, no resto de domingo pra segunda, até as duas horas da manhã. O fretado continuar atrasando nessa semana, correr tudo de novo pra fazer prova, entregar um relatório do semestre que fiquei até duas da manhã fazendo e ele ser considerado inválido por não ter uma ficha que esqueceram de me mandar. Estar apaixonado por uma menina que eu nem conheço direito. E ter que trabalhar com gente folgada que acha que é amigo meu e pode ficar fazendo brincadeira comigo.

E você saberá como me sinto agora.

Obrigado

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Todos nós temos que ter um lado criança

Esse foi um dos assuntos que eu tive com uma amiga. Aquela amiga sabe, tão difícil de conversar, é ela :D  . Apelei para a internet mesmo, e até que resultou em uma conversa boa.

Você já se pegou fazendo coisa de criança? Eu me pego praticamente o tempo todo em que estou sozinho ou com pessoas íntimas (tenho vergonha de fazer bobeira na frente dos outros). E querendo ou não, sempre resulta em boas risadas. Eu me considero uma pessoa com uma imaginação muito fértil, e me aproveito disso pra bolar situações, geralmente bestas, e interpretar para que vejam o que imaginei. Fico imaginando as caras e bocas que eu faço… lógico que pouquíssimos presenciam isso. A minha irmã é a principal vítima. Às vezes ela ainda incrementa as ideias.

Então, nessa conversa, Ela lançou a seguinte frase: “não dá para levar a vida numa boa sem o lado criança”.

O que me fez refletir que isso pode ser verdade. Nas vezes que eu vi alguém próximo mal humorado e todo preocupado, eu geralemente importunei essa pessoa com bobeiras até vê-la sorrir ou apresentar uma melhora no humor. Já outras vezes, o resultado foi descontração da parte da pessoa, e fez com que ela falasse tudo o que estava precisando soltar. Tudo o que ela precisava era de alguém para lhe ouvir. Eu me considero um bom ouvinte, e sempre fui mais de ouvir do que falar. E por incrível que pareça, mesmo quem não me conhece direito, as pessoas me procuram pra contar segredos ou falar de algo em suas vidas. É intrigante… com a minha irmã acontece a mesma coisa.

Não tenho mais muito o que escrever. Foi mais pra registrar mesmo que eu consegui ter uma conversa relativamente boa com ela ^^

Obrigado

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

As personagens que me encantam

Acho que posso me considerar um cara – digamos que – tradicional para os dias de hoje. E já me disseram isso. Mas tudo porque eu gosto do romance à moda antiga. Como assim? well… eu gosto daquela coisa de cultivar um laço de amizade antes, sentir aquele afeto mútuo e mudo, e esperar o momento certo quando as ações e palavras fluem naturalmente. Sentir que aquela garota é a garota certa. Conhecer os pais, pedir em namoro, essas coisas. O que infelizmente, ao meu ver, são coisas mais difíceis de se ver alguém dar valor hoje em dia. Já vi até mesmo algumas mulheres, declararem que pra elas, homem querer um compromisso é querer ser chamado de corno. Claro que eu não liguei muito pra isso, pois eu sei que existem a excessões, mas me assustou um pouco.
Então, indo direto ao assunto, ontem eu assisti a mais um filme, e me encantei por mais uma personagem. Então decidi colocar aqui uma breve lista das personagens que na vida real me deixariam mais bobo que o normal.
Padmé – Natalie Portman
padmé

Mikal -  Shannyn Sossamon
Wristcutters-11-Shannyn_Sossamon-Patrick_Fugit
Noelle - Emma Roberts
noelle
Elizabeth - Keira Knightley
pride and prejudice 2
Allie Hamilton – Rachel McAdams
diário
Ramona Flower - Elizabeth Winstead
ramona

Obrigado

domingo, 13 de novembro de 2011

Filme

Assisti agora o filme “Ela é demais pra mim” e filmes como esse, são do tipo que me deixam com cara de bobo olhando pra tv me imaginando na mesma intensidade de felicidade dos personagens.

sábado, 12 de novembro de 2011

É como o por do sol...

 

... acho mais bonita a cada vez que eu vejo.

Abra a mente

Hey! Olha eu aqui novamente no mesmo dia! (isso é raro)

Gays

Sou hétero, e não tenho preconceito nenhum... mas e você, tem algum preconceito? Se tiver, eu sinto pena de você. Sou um cara que não tem nada contra isso, mas ao mesmo tempo, exijo pelo menos respeito. Gosto muito de analisar as pessoas, observá-las, conhecer como cada um vê o mundo. E existe uma infinidade de perfis. Só que de todos esses perfis, o que sofre mais preconceito é o homesexual. Coisa imposta pelas religiões, as quais “dominam” o mundo. Então as pessoas simplesmente repugnam sem nem ao menos conhecer a pessoa que há por trás daqueles modos. Adoram falar em não julgar o livro pela capa, mas só esse “livro” elas podem julgar? Que pena.

No meio que eu frequento, isso é tão comum quanto qualquer outra coisa. Conheço muitas mulheres homosexuais e alguns homens, e todos são excelentes pessoas. Pra mim, conversar com mulheres assim é sensacional! Mulheres lindas, e que sabem conversar. Muitos homens devem saber o quanto é chato toda vez conversar com mulheres que só conversam com segundas intenções. Eu sou assim e conheço poucos assim também, mas realmente enche o saco você querer jogar uma boa conversa fora e as mulheres ao seu redor só saberem te ouvir ou dar indiretas. Sabe quando você sente o carinho que existe em um abraço? Ou a sinceridade de um sorriso ao te ver? Os delas você sabe que realmente são de coração, ao contrário de alguma tonta tentando te ganhar.

Certa vez eu presenciei um gay, falando que não gostava de ser gay. E claro que eu não perdi a oportunidade de saber como funcionava aquilo pra ele, como era o mundo pra ele. E ele me disse, que queria sentir atração por mulheres, que achava elas lindas  e tudo mais, só que não conseguia ver prazer nelas, e já pelos homens ele sentia algo. Foi uma fritada de neurônios, mas interessante demais ver um gay falando aquelas coisas. Dos homens, só teve um que faltou com respeito comigo, mas o restante sempre me respeitou. Nunca vi um gay de mal humor, você já? rsrs São pessoas incríveis . Tudo bem que tem aqueles insuportáveis, que adoram causar kkkkkkkkkkkkkk mas eu falo dos civilizados.

Abra a mente.

 

Obrigado

Mumm-ra–She’s Got You High

Faculdade, Vida troll, Mulheres criptonita, Amigos AMIGOS.

Final de semana hein! Feriadão… segunda-feira eu não trabalho… e eu poderia estar na minha cidade. Sim, PODERIA. Mas não estou porque eu estou muito ferrado na faculdade e preciso estudar, e esse feriado é a minha única chance antes das provas. E não estou TÃO mal assim vai… estou abaixo da média em uma matéria, e isso já me deixa péssimo. Pior ainda, é sacrificar esse feriado para me dedicar à faculdade, sabendo que o resultado não será satisfatório. Pois é. Pela segunda vez seguida, eu só arrumo – digamos que – gente inexperiente para fazer trabalho junto, e o mais importante que ocorre todo final de semestre, os caras me impressionam mais ainda. Não sabem escrever direito (tem um que não usa nem vírgula e nem acento), lêm super mal, não tem muita responsabilidade, etc. Enfim, sempre sobra pra mim. Tenho que editar tudo e mudar alguma colocações sem nexo algum, e nossa, dá muito trabalho corrigir tanto absurdo. Sem contar que alguns deles só estão no curso porque ganharam bolsa de 100%, mas nem estão gostando! Ai ai viu. Se no meu grupo tem duas pessoas assim, imagine no resto Brasil! Quer dizer então que o dito cujo tira uma certa nota no ENEM, vai até o programa do governo procurar qual curso dá pra ganhar bolsa, e se matricula sem nem ao menos saber do que se trata! Esse é o futuro do nosso país, um país cheio de gente formada (podem não gostar do curso, mas vão até o fim) e trabalhando com mal gosto. Pro governo isso é ótimo. Os políticos ganham a população, e amentam a taxa da classe média baixa (gente que não trabalha direito não cresce na vida, fato) cuja se torna a que mais se endivida e consequentemente continua a votar naqueles que facilitam suas vidas financeiras.

E por falar do governo e descontentamento, hoje eu andei de ônibus em Jundiaí. E há uma lei no livro de minha vida, que diz o seguinte:

“Suas primeiras experiências com transporte público, lhe proporcionarão grandes momentos”

Todas as cidades que eu já morei, nas primeiras vezes que eu andei de ônibus, aconteceu alguma merda. O pior é que eu sempre procurei me informar antes, e eu nunca consegui ir de primeira no destino que eu desejo. Hoje não foi tão ruim assim, porque eu me antecipei quando eu vi que algo de diferente ia acontecer. Pelo menos tem um lado positivo quando eu faço esse tipo de tour… eu reflito muito na vida, e geralmente resulta em posts nesse blog :)

Quem me conhece, sabe que eu sou tímido. Eu estava na dúvida se ainda sou tímido ou se só tenho vergonha em algumas situações. Então, pensando com meus botões e analisando alguns momentos de minha vida em minhas memórias, eu descobri uma coisa… Mulheres criptonita. Assim como os efeitos que a criptonita causa no super homem, as mulheres causam em mim. São as mulheres que eu acho interessante ou que me olham de uma forma “criptonizante ?”   rsrs. Os efeitos colaterais em mim? Bem… digamos que nervosismo, falar besteira, querer enfiar a cabeça em algum lugar, ficar bobão, etc. Só coisa boa. Por isso que é uma luta eu conseguir uma namorada. Um belo de um exemplo, é a menina lá da faculdade (depois eu falo um pouco mais sobre esse caso), ou uma outra na empresa, que eu a admirava de longe, já contei até 10 pra dar bom dia pra ela, e nessa sexta-feira estive na mesma mesa de café da manhã que ela estava. Fiquei feliz o resto do dia.  Mas quanto a menina lá da faculdade, o negócio tá difícil. Ela é muito fechada, passa perto e se eu não falar com ela ela não fala comigo, e o pior é que as vezes que eu consegui falar com ela, eu não fui muito produtivo (mulher criptonita). Enfim… se for pra dar alguma coisa certa, vai acontecer no momento certo. Mas eu sinto que preciso conhecer ela.

Sinto falta de um amigo. Eu tenho amigos, mas não estão mais perto de mim. Sabe aquele amigo amigão mesmo? Que a gente pode contar com aquele ombro amigo em alguns momentos, o amigo que você chama só pra conversar, o amigo que realmente é amigo para todas as horas. Eu tenho e dei valor sim enquanto tive por perto. E agora, esse vazio e essa necessidade de escrever coisas aqui, são resultados dessa falta. 

 

Obrigado

domingo, 6 de novembro de 2011

Não resistindo e Obrigado Deus

Pleno domingo, depois de uma ótima tarde de filmes em casa (um deles foi uma decepção), venho até meu quarto, dou uma geral nele, deixo tudo preparado para estudar e me pego refletindo em outra coisas… não resisti e vim aqui postar.

Ultimamente meus pensamentos têm sido tão vagos. Essa pessoa que vos escreve, está com a cabeça longe, vendo tudo de outra forma e de uma maneira mais bonita. Tem tido sensações boas ao se encontrar com fragâncias perdidas ao vento, sorrisos bobos na presença de pessoas felizes, lembrando de tantos momentos em sua vida, de tantas pessoas, tantas bobeiras… uma mente inquieta e anciosa por algo que está próximo.

Quem me conhece um pouco, ou já lê sobre mim a um tempo, sabe sobre meus presentimentos aguçados. Estou curioso demais!  Alguma coisa muito boa vai acontecer comigo. Pra quem não me entende, me desculpe, eu também não sei explicar. Só conheço uma pessoa que entende como é isso. É uma amiga que hoje ela pode estar longe de mim, mas ela teve a paciência de me acompanhar por aqui. Faz um tempo que não nos falamos, mas por aqui posso compartilhar essa notícia com ela. Talvez ela saiba exatamente como estou me sentindo, e até saiba mais do que eu mesmo! XD

-----------------------------//--------------------------

Obrigado Deus

Não me considero um bom filho pra Deus, mas ainda assim Ele já fez muito por mim. Eu agradeço imensamente a vida que ele me proporcionou, e me proporciona até hoje. Já reclamei tanto de tantas coisas, e logo depois Ele sempre me mostrou o motivos do que fez comigo. Acredito ser um exemplo fiel ao exemplo da  nota de 100 reais suja. Por mais velha, suja e acabada que ela esteja, ela sempre possuirá o mesmo valor. E nós pra ele, somos a mesma coisa… independente do que aconteça, nós sempre teremos o mesmo valor pra Ele, e Ele nunca nos deixá desamparados.

Obrigado pela nossa saúde, nossas amizades, nosso trabalho, nossa felicidade, e pelos planos que tem preparado para nós.

----------------------------//---------------------------

Obrigado a você que lê meu blog, a você que está começando a ler e a você que só está lendo isso por ter procurado no histórico de meus posts, e mesmo depois de ter lido tanta abobrinha leu esse post até o fim. A propósito leitor do futuro… você poderia escrever como veio parar aqui? pode ser em anônimo ^^

Obrigado também ao Eduardo Montanari, que é um leitor que eu não faço idéia de como me achou aqui e que tem a paciência de comentar a maioria de meus posts ^^ e desculpe por não comentar tanto nos seus, mas eu admiro muito seu blog.

Enfim… Obrigado a todos vocês que direta ou indiretamente influenciam no meu bem-estar!

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Precisando postar

Quinta-feira e eu aqui, já escrevendo mais alguma bobeira…

O fato é que eu acho que tenho muitas coisas pra escrever mas não sei ao certo nem por onde nem como começar.

O Começo

Meu passeio de rafting já era :/ A menina que estava organizando não conseguiu fechar o pacote lá e todo mundo ficou sem. Como eu não sou de ficar de braço cruzado, eu já pulei para a minha outra alternativa… SALTO DE PARAQUEDAS!!! :D Acho que mês que vem eu vou.

Por falar em passeio, estou contando os dias pra ir para Minas com meus amigos. Estamos bolando o roteiro do passeio e a cada hora surge uma idéia diferente.

---------------------------//---------------------------------

Estou achando que meu blog paralelo não vai muito pra frente não. Esse negócio de ficar filtrando o que deve ser passado ou não, encurta muito meus posts. Tem muita coisa que eu escrevo que nem me compromete muito, mas todas as pessoas que lerem vão passar a conhecer um Paulo Henrique que provavelmente elas só não conhecem porque não me conhecem direito, e eu não quero que qualquer um passe a me conhecer sem meu devido consentimento. Acho que vou colocar algum link escondido por lá que direcione até esse blog. Mas será escondido de uma maneira, que só vai achar quem estiver realmente interessado ou gostando de ler essas baboseiras que eu escrevo aqui.

-----------------------------//-------------------------------

Esse feriado na quarta-feira eu trabalhei. Mas eu trabalhei com a idéia de que eu iria folgar na sexta-feira (conforme o acordo da empresa), e agora vou ter que ir trabalhar sexta também. Então, acho que a cabeça cansou de vez e me deu a louca. Estou com raiva dessa correria de trabalho-faculdade. Estou me ferrando na faculdade, só tenho tido sonhos com coisas relacionadas ao trabalho, dor de cabeça semanal, dor no corpo, enfim… a única coisa que salva meu dia é chegar em casa, ver todo mundo bem, ser recebido pelo meu cachorro (que nem sempre vem me receber, mas fica deitado esperando eu ir falar com ele), e ver a menina lá na faculdade. E por falar nela… acho que só não posso oficializar que estou apaixonado, porque eu não conheço ela direito, mas eu simplesmente me sinto bem podendo ver ela todo dia. O pior é que eu sou tão lerdo, tão idiota, que ainda não desenrolei uma oportunidade de poder sentar na mesma mesa que ela e conhecer um pouco mais, sabe? A maioria das pessoas que eu conheço, eu conheci sem querer. Geralmente somos apresentados por um amigo em comum e nos conhecemos participando da mesma conversa. Enfim… ela está sempre com as amigas dela, aí eu não vou chegar lá , cumprimentar elas e simplesmente sentar junto. Eu tenho até medo de estar sendo indiscreto demais e estar perturbando ela. Às vezes eu me assusto comigo mesmo por ser tão insaciável.

O Fim

Agora, depois de descarregar algumas palavras, acho que consigo ir dormir mais em paz :)

Obrigado