sábado, 30 de junho de 2012

Lembranças e expectativas disputam o melhor lugar dentro de mim. Ambas querem ocupar cada pedaço, marcar território, prevalecer. É duro ter que organizar cada cantinho, arquivar o que não faz mais sentido e permitir que fiquem livres as ilusões que merecem uma chance. O espaço que existe dentro de nós é terra de ninguém. Quem dera houvesse um meio de criar o modelo ideal e determinar o lugar certo pra cada sentimento. Garantir que ninguém se mova além do permitido. Às vezes as vontades se atropelam, as histórias se acumulam e o espaço fica pequeno demais para abrigar tanta coisa. Volta e meia o passado cobra minhas escolhas e o futuro me testa; quer ver se tenho habilidade para me reinventar. Peno para acalmar os ânimos de tantas sensações amontoadas. Dou meu jeito. Ajeito. Acredito: sempre há jeito! (Fernanda Gaona)

Post inesperado da semana

Esqueci de dizer! Comprei minha bike! Putz… já andei em um final de semana com ela, e definitivamente era tudo o que eu mais precisava até o momento. Mal posso esperar pelas próximas saídas, explorar Jundiaí, conhecer lugares, pessoas, andar no parque, correr, e tudo mais.
Novamente optei tirar o alargador. Dessa vez sinto mais firmeza em minha decisão. E hoje também coloquei na cabeça que vou deixar de usar barba por um tempo. Vou aproveitar as férias da faculdade pra acostumar com a minha cara lisa.
Essa semana tem Sombras da noite!
Nessas, estou combinando de assistir com uma amiga que conheço a “milanos” apenas pela internet, XD E sim, uma amiga mesmo.
E aqui, pra finalizar o post inesperado da semana, um vídeo de um cara chamado Matt, que viaja pelo mundo e grava cenas com as pessoas dos locais. Não sei porque, mas eu meio que me emocionei com o vídeo. Particularmente achei bonito como as culturas e a vida são retratadas nele. Vale a pena dar uma olhada:
Ósculos e Amplexos

“Se você é gentil, podem acusá-lo de egoísta, interesseiro. Seja gentil assim mesmo! Se você é bondoso e franco poderão enganá-lo. Seja bondoso e franco assim mesmo! O que você levou anos para construir, alguém pode destruir de uma hora para a outra. Construa assim mesmo! Se você tem paz e é feliz, poderão sentir inveja. Seja feliz assim mesmo! O bem que você faz hoje, poderão esquecê-lo amanhã. Faça o bem assim mesmo! Dê ao mundo o melhor de você, mas isso pode nunca ser o bastante. Dê o melhor de você assim mesmo! Veja você que, no final das contas é entre você e Deus. Nunca foi entre você e os outros!” — Madre Teresa de Calcutá

quarta-feira, 27 de junho de 2012

Problemas técnicos e forms do blogger

Só fui ver agora, que o layout do blog está todo bagunçado. Não está aparecendo nada das colunas laterais... foi jogado tudo lá pra baixo e já tentei de tudo pra voltar ao normal. Talvez seja alguma manutenção do blogger, e depois volte. Eu espero...

Aqui, fiz o "mural" do blogger. Sei lá se isso vai funcionar, mas vou testar.
http://www.formspring.me/bagulhodopta

Obrigado

quinta-feira, 21 de junho de 2012

Trabalho, terceiros, aprender outro idioma e pensando em igrejas.

Essa semana é a semana do “quero sair desse trampo”. Estou naqueles dias em que eu juro por tudo que eu vou pedir as contas no trabalho. Mas não é nada grave, a ponto de eu ficar “P” da vida todo dia. É só que eu perdi a fé naquele lugar mesmo, desanimei de vez. Antes eu tinha dó de ser um lugar tão bagunçado, onde todo mundo temia a uma única pessoa, e ninguém tentava mudar. Por mais que eu me irritasse, eu não pedia pra sair por profissionalismo. Eu com 3 meses de carteira fui promovido para um cargo focado basicamente em colocar ordem no lugar (um estoque), e enquanto eu não tivesse feito o meu trabalho eu não iria sair dali. Com o tempo (quase um ano), eu consegui preparar uma equipe de ajudantes, e conscientizar muitos outros sobre a seriedade daquele trabalho, e finalmente pude me sentir tranquilo nas ocasiões que eu não pudesse estar presente e saber que tudo estava sobre controle.

Nessas de pensar no fato de procurar algo melhor pra mim com perspectiva de crescimento, eu lembrei que existe a questão do terceirizado. Atualmente eu sou de uma empresa terceirizada, e muitas pessoas acham que eu devo detestar isso. E pelo contrário… eu não tenho nada contra. Os meus únicos amigos de verdade até agora, são os da empresa que contratou a minha. E fora esses que são meus amigos, todos os demais que eu tenho contato também são pessoas excelentes comigo. Às vezes o problema do funcionário que é terceiro, é ele mesmo. Ele é o primeiro preconceituoso da história. Já olha feio para os outros, imaginando que estão querendo ficar longe dele. Mas claro que pra existir isso, existe sim as pessoas que tem preconceito com terceiros. Não gostam que frequentem os mesmo ambientes, não gostam de sentar do lado, e nem se quer dão “bom dia”. Infelizmente só passei por isso com as mulheres da outra empresa. Não sei por qual razão algumas tratam dessa forma. E se tem uma coisa que eu gosto de ver acontecer com esse tipo de gente, é quando as encontro nos mesmos lugares da cidade. Aquela cara sem graça é demais pra mim! kkkkkkkkkkktumblr_m5s6eqpUmo1rwsyiqo1_500

Aí no outro dia, me encontram pela empresa e ficam tumblr_m4w05kFVuT1qcoa6s

 

(Não consegui evitar o uso dos gif’s, kkkkkkkk)

 

------------------------------//-----------------------------

Mudando de assunto…

Esses dias deu os 5 minutos em mim, e eu decidi querer aprender outra língua além do inglês. Meu inglês não é lá aquelas coisas, mas eu consigo entender 60%. Então depois de pensar bem, eu decidi que quero aprender coreano. Pois é… a minha irmã já aprendeu um pouco por conta própria aqui em casa, e como o inglês que eu tenho eu consegui assim também, eu acredito que posso aprender um pouco de coreano também :)

------------------------------//-----------------------------

E igreja! Estou pensando em voltar a frequentar uma igreja de vez em quando. Talvez demore para achar alguma, ou talvez não. E também não estou muito a fim de explicar os meus prós e contras agora.

 

Ósculos e Amplexos

sábado, 16 de junho de 2012

Não é assim também né!?

Eu X Pessoas : Em Paulo Henrique e suas “paixões”
Eu ainda sou um cara tímido, que se “apaixona” fácil fácil. Eu falo isso brincando, mas é mais no sentido de “nossa, que menina linda!”. Tem mulheres bonitas e bonitas, as minhas bonitas são as que por algum motivo eu acho interessante. Sei lá o que é, simplesmente parecem ser interessantes.
O problema é que eu vejo, e claro que eu morro de vontade de conhecer, mas não tenho coragem de ir até elas. Sinto meu rosto ficar quente só de tentar tomar coragem pra fazer algo. Hoje foram vendedoras de loja. E os que me vêem nessa situação (pais, irmã, primos), ficam tentando me motivar a tomar alguma atitude dizendo coisas do tipo: “Vai lá, pergunta o nome dela” , “Chama ela pra sair”“Fala pra ela que você achou interessante” , “você é bonito, vai conseguir” … e… não. Pra mim não dá! Ç_Ç Não é fácil assim! Só chegar e PÁ! As ideias são bem simples, eu sei, não tem problema algum em falar essas coisas, o “não” eu já tenho, e tudo mais. Mas é que EU não consigo me ver fazendo isso. Pra mim parece ser tão superficial e tão forçado. Que eu consiga alguma coisa, digamos um “sim, podemos sair, onde a gente pode ir?” e aí? (Eu ia fazer uns comentários revoltados aqui, mas escrevendo a situação realmente está parecendo ser simples, rsrs).
É que eu gosto mesmo é do acaso. Conhecer sem querer, me identificar, curtir aquele climinha que fica no ar, e caso tudo ande bem, finalmente começar a gostar.
Já diz o velho ditado “Antes só, do que mal acompanhado” (Eu digo velho ditado, mas na verdade nem sei se é ditado mesmo ou é só um filme chamado assim). Well… falei o que queria.
Ósculos e Amplexos

quarta-feira, 13 de junho de 2012

Feriado prolongado, pessoas loucas, e pendências.

Semana passada teve feriadão! Por muito pouco eu não precisei trabalhar na sexta, e consequentemente pude viajar para Itapeva tranquilamente. Em Itapeva o frio estava 2 vezes mais forte que em Jundiaí. Levei meu armário em peso pra lá. A quinta-feira foi até legalzinha. Fui em uma república com um primo, assisti filme com pessoas que eu nunca tinha visto na vida, curtimos um pouco as redondezas e fomos ver o que tinha de novo na área. Detalhe é que o Paulo Henrique aqui, estava do jeito que estava em casa; calça da viagem, camiseta da viagem, e sua blusa do star wars não muito chamativa para a ocasião… (adoro ela, os outros que se explodam) adidas-star-wars-collection-2

E foi para uma baladinha. Sim, com direito a bar, luzes, TUTSTUTS, sofazinho e mimimi. Como não estava muito ao meu agrado, eu permaneci praticamente a noite toda no celular encostado em uma mesinha, enchendo o saco de pessoas via sms.

Já na sexta-feira… vixi, o bixo pegou. Lá estava tão frio, mas TÃO frio, que a água me fazia doer os dentes! Lavar a mão era a mesma coisa que enfiar a mão em um isopor com gelo, e tocar em sobressalencias de metal externas, era tão doloroso quanto tocar no fogo. A conclusão foi que eu fiquei sentado no sofá coberto com edredom, das 14h às 3h sem sair do lugar. Pra não dizer que estou mentindo, eu me levantei por 10 minutos nesse meio tempo.

E claro que eu não pude deixar de reparar na quantidade de mulheres desesperadas semana passada. Nunca tive tantas janelas de conversa abertas ao mesmo tempo. Elas vinham de todas as partes, até as que eu nunca vi na vida. Mas nada que durasse mais do que 10 minutos cada conversa. Teve uma amiga, essa eu conheço mesmo, que me colocou em estado de choque por um tempo. Me deu praticamente uma intimação relacionada a hoje (12/06), mas eu fui levando na brincadeira e acho que ficou por isso mesmo. Ah, meio esquisito. Foi muito do nada! Não estava preparado para uma proposta dessas.

ENFIM…

Ainda estou me descobrindo quanto a relações. Tem vezes que quero algo sério, e tem vezes que quero saber de ninguém :S Quem sou eu? eu hein.

Até semana passada eu achei que estava de férias, até lembrar que tenho MUITA coisa da faculdade pra resolver até dia 15! Ou seja, se eu estou aqui a um tempão hoje, é amanhã mesmo que eu vou me ferrar. Graças a Deus que é online,dá pra fazer em casa e tudo mais, mas eu poderia ter feito ao longo do semestre, rsrs.

Finalmente meu trabalho chegou à gota d’àgua. Vou espalhar meu curriculum por aí. Só isso.

Obrigado

domingo, 3 de junho de 2012

E as amizades?

Deixando claro o que acontece...
Bom, com tudo o que já me aconteceu,  infelizmente eu acabei desenvolvendo um lado frio com relação às pessoas. Ultimamente amigos e parentes reclamam muito comigo por não dar satisfações, sumir, etc. E apesar de tudo, eu ainda gosto das pessoas da mesma forma de sempre, só que eu não consigo demonstrar isso. Me tornei muito relaxado quanto a falta de contato com amigos. Pra mim nada muda,e para os outros eu estou distante.
O orgulho (se assim posso dizer) de não fazer o que os outros esperam, me torna o que as pessoas geralmente não esperam de mim. É um defeito e confesso que tenho que me policiar. Eu não digo “gosto muito de você também” só porque vai soar como um gesto de educação, mesmo sendo verdade. O que muitas vezes,  me fez ser julgado como insensível, grosso, chato, etc. Eu acredito que as pessoas gostam mais quando às procuramos pra jogar uma conversa fora, do que quando elas vêem até nós.
E sim, um dia eu digo aos meus pais que os amo, um dia eu digo para alguém que a adimiro, digo que gosto… mas são coisas que tem muito valor pra mim. Deu vontade de dizer, eu digo, e acredite, vai ser de todo o coração. 
Só isso.

Ha! e mais nada.

Ha!

Acabei de chegar do cinema. Fui assistir Madagascar 3, mas só entra em exibição mesmo sei lá quando, fui porque realmente tinha passado mas foi a pré-estréia :/ Acabei assistindo MIB 3 e valeu a pena! Talvez para algumas pessoas o filme não tenha sido AQUELE filmão, mas pra mim foi sensacional! Tudo porque nessa missão, eles tratam com viagem no tempo, VIAGEM NO TEMPO, eu disse VIAGEM NO TEMPO!!! meu Deus… esse assunto me faz viajar na maionese. Eu gosto tanto, é tão complexo, tão cheio de convergências e divergências, possibilidades…bagulhodopaulistahistory

Pensei na possibilidade de um post inteiro relacionado. Quem sabe? Você, está preparado(a) ? Eu poderia citar não apenas a viagem física no tempo, como também as “visões” do passado ou futuro. Vixiii, me faz pensar que eu tenho coisas pra contar que quase ninguém acreditaria, ou até aceitaria a ideia me apresentando explicações sobre a mente.

Eu tenho D’javu com muita frequência (aquela sensação de já ter vivido aquele momento), e a um tempo eu venho tentando a prática de forçar a ver o que vem depois. É assim:

Eu estou lá, andando na calçada, e de repente eu vejo uma mulher falando no celular, e tropeça, (aí começa “eu já vi essa cena antes”), e os fatos vão continuando e eu vou forçando para tentar “lembrar” o que vai acontencer até o final do efeito. Agora eu vou contar de onde eu tirei esse exemplo.

Eu realmente estava andando na calçada, vi aquela mulher com voz irritante falando no celular, estava de vermelho, brava, e tropeçou. Eu pensei comigo; d’javù! Tentei lembrar o que aconteceria depois e foi dando certo. As coisas iam acontecendo, e eu sentia que ainda estava sobre efeito do d’javù, e finalmente eu consegui algo. Eu vi um carro a uns 200 metros vindo, e previ que ele mudaria de faixa e ia subir a calçada sem dar seta nem nada. Então eu sai acelerei um pouco o passo e foi dito e feito. A retardada da motorista ia passar direto do objetivo dela e fez a cagada no transito. Cortou um carro, e subiu com o carro na caçada toda destrambelhada. Eu pensei “Nossa, se eu tivesse ficado ali, eu teria sido atropelado”. E um tempo depois, refletindo no meu feito, eu deduzi que não foi bem assim. Eu quando “previ”, já não me vi sendo atropelado. Ou seja, de uma forma ou de outra eu estaria no mesmo lugar em que assisti a cena.

Mas as vezes que estou acompanhado, e falo para alguém o que vai acontecer, até acontece, mas de forma diferente. Ex:

Eu disse que minha mãe ia bater na porta e me chamar. Quem veio foi meu pai.

Ia receber uma sms de uma amiga, e recebi de outra pessoa.

E já teve vezes também, que eu até senti o que a pessoa ia me contar. Não eram bem as palavras, mas o assunto. Me ligar pra pedir alguma coisa também. E é muito mais forte quando é um fato relacionado a pessoas que eu tenha mais intimidade.

Já era. Falei demais sobre esse assunto já. Vou deixar a parte teórica de viagens no tempo para outro dia.

------------------//------------------

Estou quase de férias da faculdade. As aulas e provas já acabaram, só que agora faltam algumas pendências online. Mas isso dá pra fazer de casa.

Minha bike está quaaaase saindo! Nossa, estou muito ancioso pra por as mãos nela e dar umas pedaladas. Sentir o vento, ficar conversando comigo mesmo, observar as coisas, explorar lugares novos, etc.

------------------//------------------

Obrigado