sábado, 25 de agosto de 2012

É hoje!

É Hoje!
Vixiii… semana corrida essa viu! Passei a semana inteira sem muito tempo e indo dormir tarde. Pra você ter noção, só fui mexer no meu computador ontem de noite depois da faculdade. Na quinta eu até tive tempo, mas eu preferi dormir mais cedo do que resolver coisa para os outros (Faculdade e pans). Bom… Não costumo considerar o domingo como primeiro dia da semana, mas já que não escrevi no domingo, aqui vai… Domingão foi o ultimo dia da bienal do livro, e como dito, EU FUI! \o/ Putz! Estava muito cheio naquela região de São Paulo. Estavam usando o sambódromo como estacionamento do Anhembi, e lá fomos nós estacionar o carro lá no meio do sambódromo. É, o sambódromo mesmo, aquele que aparece no carnaval com as escolas de samba desfilando, e exatamente onde elas passam, rsrs. Foi até esquisito entrar com o carro lá e ver sem aquilo tudo. Enfim… deixamos o carro láááá no final dele! Andamos bem uns 500 metros pra sair de lá e ir para o salão do Anhembi. E lá dentro, bem… estava uma loucura! O estande da Livraria Saraiva estava lotado DEMAIS! Parecia show. Tinha que sair se arrastando pelas pessoas, e tinha livro pra todo lado! Depois saimos dele, e os coredores estavam menos lotados. Andamos muito, muito, e mais um pouco ainda. Comprei 3 livros novos, pelo preço que eu normalmente pago em um :D Pronto, esse foi o domingo.
Na quarta-feira foi meu aniversário, e foi o que eu recebi mais parabenizações.
Lá no trabalho as coisas têm se encaminhado muito bem. A empresa vai passar por ampliações e promete muitas mudanças boas por lá (:
Na facul… nossa, vocês não sabem! Passei muita vergonha lá esses dias, kkkkkkkkkkkkk alguns fatos que eu ainda não acho viável se comentar agora. Mas pra quem me conhece e acompanhou alguns post aqui, sabe que eu sou tímido PRA CARAMBA, já deve imaginar mais ou menos a situação.
E hoje é a festa que minha mãe planejou! Fazia tempo que eu não comemorava um aniversário com outras pessoas além dos meus pais. Só parentes e poucos amigos :) Acho que vai ser legal.
Ganhei um mini Vader de LEGO! \o/ Depois eu posto a foto dele que eu tirei XD
IMG_0796
Obrigado pela paciência ^^
Ósculos e amplexos

domingo, 19 de agosto de 2012

Música do mês–Young Folks

Toca no comercial do novo carro da chevrolet

Letra / Tradução

If I told you things I did before

Told you how I used to be

Would you go along with someone like me?

If you knew my story word for word

Had all of my history

Would you go along with someone like me?

 

I did before and had my share

It didn't lead nowhere

I would go along with someone like you

It doesn't matter what you did

Who you were hanging with

We could stick around and see this night through

 

And we don't care about the young folks

Talkin' 'bout the young style

And we don't care about the old folks

Talkin' 'bout the old style too

And we don't care about their own faults

Talkin' 'bout our own style

All we care 'bout is talking

Talking, baby, you and me

 

Usually when things have gone this far

People tend to disappear

No one will surprise me unless you do

 

I can tell there's something goin' on

Hours seems to disappear

Everyone is leaving I'm still with you

 

It doesn't matter what we do

Where we are going too

We can stick around and see this night through

 

And we don't care about the young folks

Talkin' 'bout the young style

And we don't care about the old folks

Talkin' 'bout the old style too

And we don't care about their own faults

Talkin' 'bout our own style

All we care 'bout is talking

Talking, baby, me and you

 

And we don't care about the young folks

Talkin' 'bout the young style

And we don't care about the old folks

Talkin' 'bout the old style too

And we don't care about their own faults

Talkin' 'bout our own style

All we care 'bout is talking

Talking, baby, me and you

 

Usually when things have gone this far

People tend to disappear

No one will surprise me unless you do

sábado, 18 de agosto de 2012

Feriado de Sexta-feira

Ontem foi um bom dia

Não lembro se cheguei a comentar (provavelmente sim), sobre eu ter trabalhado no feriado de quarta-feira para poder descansar na sexta. E finalmente a sexta-feira chegou. Pra começar bem o dia, nada melhor que desligar o despertador e todas as sonecas dele sem se preocupar em perder a hora XD.

Eu e mais dois amigos combinamos de sair durante o dia. Primeiro um deles veio em casa pra vermos como íamos colocar a bike dentro do carro, e dali fomos pegar o outro na rodoviária. Claro que não coube ele direito, mas sem essas coisas não tem graça. kkkkkkkkkkkkkkk

2012-08-17 14.29.44

Sorte que dava pra tirar a roda facilmente.

Eu de bike, um de skate e o outro de patins! \o/

Almoçamos no mercado e de lá fomos direto para o parque da cidade daqui de Jundiai. Enrolamos um pouco, e depois ficamos em sessão de fotos na tentativa de manobras, kkkkkkkkkkkkkk.

Depois disso fomos pra casa se arrumar, um deles pegar a namorada, e já nos juntamos novamente de noite. Foi bem legal, demos muitas risadas como sempre, experimentei a tal da tequila, e não achei nada de mais. Matamos a fome do dia de atividades físicas… e trolei a dona do local, rsrs. Aconteceu que eu na hora de pagar, paguei tudo certinho só que eu mesmo apertei o botãozinho pra cancelar a segunda via da nota. Aí eu vi a senhora lá, se batendo com a maquininha, ficou brava e me deu a notinha da primeira via e disse:

- Não saiu a sua, mas toma, fica com a minha.

- Não precisa, foi eu que apertei pra não sair a segunda via.

- Ué, porquê?

- Não faço questão ^^

- Mas eu faço questão!

E puxou a dela da minha mão! KKKKKKKKKKKKKKK

Depois estávamos com vontade de tomar milk shake e fomos até o MC. Só que não sei o PORQUE, eu fiz o meu pedido e tudo, fiquei lá esperando, e quando chega… um sundae… SUNDAE!? PUTZ! Eu pedi um sundae pensando em um milk shake!? Bosta viu….. tomei né, fazer o quê?… 

Mas estamos falando de mim né, e o Henrique também, que ficamos com fome a cada 10 minutos, rsrs. 42-15244806Finalizamos a noite com Donuts. \o/

Obrigado

Segundo semestre, Jundiai pequena, coincidências e igreja

Sabe… esse segundo semestre já começou bem :)

Não sei bem quantas coisas somam para que eu me sinta bem, mas as pessoas tem notado isso em mim. Estou de bem comigo mesmo, as matérias desse semestre são legais, e as coisas lá na empresa mudaram muito! Pra melhor  :D Pois é… e pensar que um tempo atrás eu não aguentava aquele lugar. Pedi muito a Deus que as coisas melhorassem, e aqui estou eu, feliz com a vida sem reclamar de nada.

O que acontece sempre que me encontro nesse estado de bem estar, é o fato de algumas pessoas confundirem minhas atitudes. Meus amigos e colegas costumam apenas encher-o-saco falando besterias que causariam minha mudança de comportamento. Já com mulheres, infelizmente sou interpretado como um cara com segundas intenções. E tenho dó delas por causa disso. Poxa vida, será que está tão difícil elas encontram alguém que as elogie por que realmente são bonitas? Ou que realmente esteja interessado no que elas tem a falar?  Como eu disse a uma amiga minha; tenho dó da que se apaixona, pois deduzo que ela não é acostumada a ser bem tratada. E tenho dó da que fica se achando, por raramente ser bem tratada sem segundas intenções. É uma triste realidade dessa minha geração.

------------------------------------//------------------------------------

Com um pouco mais de 1 ano e meio em Jundiai, essa cidade já está se tornando pequena pra mim. Só impressão mesmo. Digo isso porque já acontece de eu sair e sempre encontrar alguém conhecido na rua (considerando também as pessoas que conheço apenas de vista). São apenas pessoas da empresa ou da faculdade, e já acontece isso. Imagina quando eu continuar ano que vem na faculdade ou se eu mudar de empresa!?

Nooossa, e as coincidências?!

- Um amigo meu do trabalho, tem um primo que conhece a minha irmã de um grupo de otaku, rsrs.

- Minha irmã estuda com um muleque que foi no mesmo show que eu fui do Paramore ano passado.

- Em uma procura por igrejas, achei um site de uma que eu gostei dos textos. E esses dias uma conhecida da empresa me disse que frequenta essa igreja.

Falando em igreja… estou pensando seriamente em conhecer a metodologia da batista. Passei bons anos frequentando a presbiteriana, que é a que a minha família por parte de pai frequenta, em todo esses anos, só teve uma que eu gostava de ir e que era mais por consideração a um grande amigo que conheci lá, uma pessoa exemplar pra mim. Esse cara me animava, e me sentia bem quando eu ouvia os ensinamentos dele e como ele era esclarecido. Infelizmente me mudei e perdemos um pouco o contato, mas nunca mais fui a uma igreja. Mas ultimamente, conheci algumas pessoas que me lembram muito esse meu amigo. São pessoas que me fazem me sentir bem só de ter um contato com eles. E por coincidência, são da igreja batista. Daí que vem o meu interesse na igreja. Enquanto meu amigo foi uma exceção em 10 anos de presbiteriana, eu conheço 3 como ele de outra metodologia. Estou um pouco acomodado ficando dentro de casa e seguindo o que eu acho que é certo por conta própria, mas acho que pode ser bom voltar a visitar uma igreja de vez em quando.

------------------------------------//------------------------------------

Cadê o inverno!?

 

Obrigado pela paciência

Ósculos e amplexos

domingo, 12 de agosto de 2012

Semana, não julgue um livro pela capa e 4566 músicas

Ontem finalmente assisti o filme do Batman! E nossa, estou sem palavras! É o melhor filme do ano! 2 horas e 45 minutos de filme. Você se surpreende do inicio ao fim.

Me peguei refletindo sobre a tal situação de julgar uma pessoa pela aparência. E quem é essa pessoa!? Quem? Quem? Claro que é este que vos escreve! (No caso, eu que passo por isso) Pois é, acho que já comentei por aqui, mas não foi nada focado. Ahh sim! Falei sim, o exemplo lá do trabalho mesmo. Lá tem muita gente que julga os outros pelo modo que se veste. O meu setor, é um setor que é um pouco rigoroso no quesito de padronização, e nessas temos que usar uniforme da empresa(Feio, mas não tenho nada contra em usar). Não é atoa que me admiro quando alguém é legal ou simpático comigo quando estou assim. E pra dizer que eu tenho base de comparação… teve um evento de final de ano lá, e fomos todos para uma chácara alugada em um sábado. E adivinha quem queria se aproximar? Pois é…

Teve uma vez também, em uma loja de informática que eu adorava passar todo dia dar uma olhada no que tinha de novo. Ela ficava no mesmo shopping que minha faculdade, então eu ia lá do mesmo jeito que eu estava depois da aula. E um dia trocaram de funcionária até que bonita, mas quando eu fui bisbilhotar a vitrine pra fazer um orçamento rápido, ela se aproximou com um ar esnobe, e só perguntou “Por acaso você está vendo pra comprar?” E eu disse que ainda não… ela não disse nada, voltou pro balcão e ficou lá. Fiquei só um pouquinho bravo, imagine! Fui lá de noite com meus pais, fomos extremamente bem atendidos por uma outra vendedora, fizemos o orçamento com ela, fechamos o negócio e fomos pegar de manhã no sábado. Fui arrumado como me arrumo normalmente pra sair, e a vendedora nojenta estava lá. Quando ela me viu entrando, veio que veio sedenta perguntar o que eu desejava. Quando dissemos estávamos lá pra comprar, eu tive o prazer de ver ela toda feliz dando pulinho e batendo palminhas, e no mesmo instante a gerente acabando com tudo dizendo: “Ihh, abaixa a bola aí, que a venda é da fulana que atendeu eles ontem de noite” kkkkkkkkkkkkkk. Aiai, crueldade, mas acho que serviu de lição pra ela.

Gosto também de me informar muito sobre o que quero comprar (eletrônicos de preferência), e já “quebrei as pernas” de muito vendedor quando tentam me enganar ao exaltar algumas características do produto.

E essa semana!? Essa semana tem feriado! \o/ Mas eu vou trabalhar na quarta e folgar na sexta. Eu e meus amigos (os de sempre) já estamos com os planos ^^  e sábado que vem, talvez eu consiga ir para a bienal do livro :D

Nesses últimos finais de semana, eu me dediquei à lista de música que minha mãe quer na festa de aniversário. Escutei quase todas as minhas músicas do computador, que são exatamente 4566 músicas! E foi um pouco difícil, pois tive que pensar no que atenderia o gosto musical de todas as pessoas. São poucas pessoas, mas a maioria eu não conheço direito, só o de alguns parentes, e meus poucos convidados. MÃÃSSSS, claro que não vai ter mané funk, pagode, samba, axé, forró nem qualquer outro derivado desses gêneros. Fechei o ipod com 188 músicas (: que deram 12 horas e 13 minutos de música. Acho que está bom né?

 

Ósculos e amplexos (:

Feliz dia dos pais!

Quando criança eu acho que não tinha a relação tão boa com o meu pai quanto eu tenho hoje. Ele era meu pai, mas ao mesmo tempo o cara chato, durão, rigoroso, grosseiro… Mas eu não fazia ideia de que aquelas palavras teriam tanto valor. E esse foi o meu professor por muito tempo. Um tempo depois ele tirou aquela capa de chefão, e hoje estampa na face o sorriso de missão cumprida. Ele tem aquela cara de sério, ainda coloca medo nas pessoas quando cobra alguma coisa, mas no fundo é a generosidade em pessoa. Poucos sabem por tudo o que ele passou pra chegar onde chegou, poucos sabem que ele abriu mão de seu conforto particular pensando no melhor conforto para a sua família. Sujou as mãos ao lado do pai, carregou as responsabilidades do pai, e nunca esfregou isso na cara de ninguém. Ele sim é o cara. O que seria de mim se não fosse ele? Eu sei que ele errou muito na vida… mas ele passou pra mim como não errar. Ao contrário do que muitos outros homens fazem. Um homem fiel a Deus… Meu conselheiro e melhor amigo.

Como eu não iria querer ser como ele?! Ele diz que eu tenho que ser melhor que ele, mas pra mim não tem melhor. Ele é o meu herói, e hoje sou a criança que quer uma capa igual a dele.

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Novo semestre, novas histórias.

Bem, finalmente minha rotina vai voltar. As aulas voltaram na quinta-feira, e claro que eu fui :D Pra variar, só foram 5 pessoas da minha sala. Teve metade da aula que era pra ter, mas já foi bom. Na sexta-feira eu não pude ir porque tive um trabalho sério pra fazer lá na empresa, fiquei até mais tarde e fui no sábado também :/ É um mal necessário. Ainda bem que são no máximo 4 vezes por ano que acontece isso. Até que tem hora-extra pelo menos todo final de mês, mas nem sempre eu vou. Só nesse caso mesmo, que é inventário geral do estoque (minha área), que minha participação é essencial.
Minhas férias passaram e não vi nenhum filme que eu quero ainda. E eu não irei sozinho enquanto resistir.
Pelo menos eu terminei o Batman XD Terminei, e desbloqueei o modo plus do jogo, o modo história da mulher-gato, poder jogar com o Robin, e um outro lá que eu nem sabia que existia chamado Night Wing. Comprei um pack que tem as 7 roupas do batman desde 1970 :D Agora é só jogar tudo de novo, kkkkkkkkkkkkk. Igual o Star Wars, que eu preciso fechar no modo mais difícil e fazer outra decisão no final (O jogo possui final alternativo)
Bem, mas voltando ao assunto da faculdade…. o legal de ser um outro semestre, é que tem mais pessoas novas pra conhecer, são outros professores, outras matérias, etc. Fora que todo semestre eu tenho uma história pra contar, vamos ver no que vai dar esse.
Estou pensando seriamente como farei ano que vem… poxa vida, esse ano, se Deus quiser, eu vou me formar! E ano que vem, o que será de mim? Vou voltar imediatamente para meu curso de engenharia ou o quê? A minha vida já me deu tantas voltas, não posso mais ter certeza de nada.
Depois de muitos anos, vou comemorar um aniversário… é que eu não faço questão de festa, mas essa comemoração será do meu e da minha mãe ao mesmo tempo. Vamos ver como vai ser. O fato é que não pode ter muita gente, pois eu gosto de dar atenção a todos. Vão ter alguns primos, meus poucos amigos que tenho em Jundiai e 3 amigos que eu conheço a mais de 16 anos!
Well… uma ótima semana pra você.
Obrigado

Saudade da turma e tocando em outro assunto.

Sinto falta de amigos.
A saudade que eu sinto, bateu enquanto estava no mercado hoje de noite. Há um mercado aqui em uma região bem agitada de noite, em que toda sexta e sábado lota de grupos de vários estilos. Eu vi aquele pessoal reunido, todos pensando no que comprar para levar para o ponto de encontro, ir para algum lugar onde se conheça mais pessoas novas, e compartilhar um momento que renderá algumas histórias depois que acabar.
Tanto em Aracaju quanto em Itapeva, eu tive finais de semana agitados, com pessoas maravilhosas, e eu gostava de tudo aquilo sabe? Aquela bagunça entre amigos, madrugar na casa de alguém só jogando conversa fora, decidir do nada ir dar uma olhada no mar, ou ir para uma lanchonete e pegar lanche pra galera, acordar outros durante a noite pra convidar também, e tudo mais… claro que eu sinto falta disso.
Aqui em Jundiaí, eu até tenho amigos/conhecidos, que são aqueles que até tem boas intenções em marcar algo, mas nunca dá certo. E a maioria das pessoas que você conhece por aqui, seja no trabalho ou na faculdade, não moram na mesma cidade. Existem várias cidades os arredores, porém as maiores atividades se concentram nos mesmo lugares. E como já disse anteriormente no blog, até agora tenho apenas 3 amigos que são aqueles que topam tudo, kkkkkkkk. A gente marca e está marcado! Me proporcionam bons momentos, mas seria ótimo aumentarmos esse grupo. Estamos em 4 ainda, o Jhol e a Amanda, e eu e o Henrique de solteiros. O Henrique já está pra trazer uma nova integrante pro grupo.
Mas vou te falar viu… está difícil. Nesse mercado mesmo, as meninas que eu ouvia a conversa, eram bonitas, mas só falavam de encher a cara, pegação combinada, fulano tem isso tem aquilo… Fora o modo vulgar.¬¬

Mas falando ainda em amigos, eu não consigo me entender. Eu tenho meus momentos que saio puxando assunto com tudo quanto é gente na internet, e tem dias que eu não quero saber de mimimi com ninguém. As pessoas gostam de falar “não some!” , “você não deu mais notícias”, mas sempre sou eu que vou conversar! Poucos são aqueles que vem frequentemente falar comigo.
Deixo você por aqui mesmo. Obrigado pela paciência ^^
Ósculos e amplexos.

domingo, 5 de agosto de 2012

A cadeira vazia

Acredito que poucas pessoas que lêem esse blog, me conhecem pessoalmente, e venho aqui escrever justamente sobre uma característica minha que só se percebe pessoalmente e enquanto não me conhecer. Vou explicar…

Infelizmente a primeira impressão que eu passo, não é ser como eu realmente sou. As pessoas me dizem que achavam que eu era blablabla e mimimi antes de me conhecerem.

O que acontece é que eu desenvolvi algumas características de acordo com algumas situações que passei. E com isso, eu me tornei aparentemente uma pessoa reservada.

As pessoas se incomodam de me ver sozinho em algum lugar e eu não estar me importando com isso. Não que eu esteja acostumado a ficar só a vida inteira, mas é que eu não sinto necessidade de estar sempre acompanhado. Eu consigo fazer companhia a mim mesmo, porque eu gosto de refletir (E minha cara de reflexão é cara de “no mundo da lua” ). Claro que entre ficar só ou acompanhado, eu prefiro muito mais estar acompanhado.

Sabe… gosto de me colocar no lugar das pessoas. E tem uma coisa que não só eu, mas muita gente passa, é dificuldade em se entrosar em uma turma por conta de grupinhos. A ultima igreja que eu frequentei, havia esse problema. Nela, existem os GP (grupo pequeno), que são grupos que variam de acordo com a sua idade. Há um líder do grupo, e são feitas reuniões uma vez por semana em algum local combinado pelo grupo, para falar e aprender sobre a palavra de Deus. E até existe o ponto positivo nisso quanto ao entrosamento entre os integrantes, e gera toda aquela afinidade entre todos. Porém, aos domingos ou qualquer outro dia em que as pessoas se reunem, no final do culto ou evento, criam-se as rodas de conversa e fica por isso mesmo. “O grupo está legal, as pessoas são legais, o papo é o mesmo… assim está perfeito”. Até tinham os eventos que promoviam o contato entre todos da igreja, mas a amizade ficava onde aconteceu tudo, e fora de lá as pessoas voltavam ao velho e simples “oi”. Mas onde eu quero chegar com isso?

Resumindo… eu dou um espaço para poder me conhecerem. Não estou querendo dizer que sempre tem gente querendo me conhecer, mas eu pensei; “Se eu já passei pela situação de querer conhecer algumas pessoas ou participar de uma conversa, e não deram espaço, também existem outras pessoas que passam por isso”. Se estou em grupo e vamos sentar, procuro onde tenha lugar o suficiente para mais pessoas.

E outra coisa… pode ser chato, mas tente escutar as pessoas também. Vai ter gente que vai te contar a vida inteira se você permitir, e nunca mais vai te ver e pode nem mesmo ter interesse em te ver novamente, mas há quem esteja sendo sufocado por emoções e sentimentos e só precisa de alguém para lhe ouvir. Você já se pegou contando muitas coisas de sua vida para alguém que conhece a pouco tempo, e depois se perguntou o porque se abriu tão fácil? ^^ Talvez você entenda o quanto ajuda as pessoas.

Nessas de dar um espaço, eu já conheci muito mais gente interessante do que escolhendo a quem eu quero conhecer.

Experimente

A cadeira vazia

Obrigado.

ósculos e amplexos.