domingo, 12 de agosto de 2012

Feliz dia dos pais!

Quando criança eu acho que não tinha a relação tão boa com o meu pai quanto eu tenho hoje. Ele era meu pai, mas ao mesmo tempo o cara chato, durão, rigoroso, grosseiro… Mas eu não fazia ideia de que aquelas palavras teriam tanto valor. E esse foi o meu professor por muito tempo. Um tempo depois ele tirou aquela capa de chefão, e hoje estampa na face o sorriso de missão cumprida. Ele tem aquela cara de sério, ainda coloca medo nas pessoas quando cobra alguma coisa, mas no fundo é a generosidade em pessoa. Poucos sabem por tudo o que ele passou pra chegar onde chegou, poucos sabem que ele abriu mão de seu conforto particular pensando no melhor conforto para a sua família. Sujou as mãos ao lado do pai, carregou as responsabilidades do pai, e nunca esfregou isso na cara de ninguém. Ele sim é o cara. O que seria de mim se não fosse ele? Eu sei que ele errou muito na vida… mas ele passou pra mim como não errar. Ao contrário do que muitos outros homens fazem. Um homem fiel a Deus… Meu conselheiro e melhor amigo.

Como eu não iria querer ser como ele?! Ele diz que eu tenho que ser melhor que ele, mas pra mim não tem melhor. Ele é o meu herói, e hoje sou a criança que quer uma capa igual a dele.

Nenhum comentário:

Postar um comentário