domingo, 19 de maio de 2013

Minha comunicação, dando conselhos, e não me vejo casando.

Continuando…

Nos ultimos dias, confesso que não fui muito comunicativo. Sinto muito em não ter conseguido evitar isso, mas acho que é uma coisa independente de nós, que nosso cérebro nos diz: “Estarei desligando algumas funções, pra você tomar um tempo e se dedicar mais a esse assunto.”
Pensei em até mesmo me desligar do facebook, sumir do mapa digital, e do mundo também. O que me fez lembrar que certa vez, no 2º ano, anunciei para algumas pessoas que faria isso, e uma amiga me disse: “PH, você já é um maldito coisa rara que nós mulheres achamos que não existe, e ainda faz uma coisa dessas?!” rsrs. Uns anos depois, eu fiz isso de fato. Porém, como eu estava dizendo, lembrei do que ela falou, e não vou fazer como fiz da ultima vez. Apenas vou limitar um pouco mais meu contato com a rede social.
Só acho que já fui mais maduro um dia, e sinto falta disso. O conteúdo da internet tem limitado muito o meu conteúdo particular. Quero pegar esse meu tempo livre, e investir mais em mim e em amizades. Me entende?

---------------------------------//---------------------------------

Ontem, fui a São Paulo em um aniversário, o qual um primo muito querido estava lá também. A um tempo ele queria conversar comigo pessoalmente, e lá tivemos essa oportunidade. Me impressionou o assunto, para um cara como ele. Acontece que ele sempre foi da “curtição”, vida louca, etc… e agora, ele quer sossegar. Me procurou pra pedir conselhos, pois admira meu ritmo na idade que estou, sem me importar tanto. Disse que sente falta daquela velha coisa de conhecer a mulher, conversar, gostar dela, sentir aquele frio na barriga, ter dificuldade em falar alguma coisa significativa, etc. Então eu disse a ele a minha linha de raciocínio quanto a esse tipo de coisa.

Você quer saber o que é gostar de verdade de uma mulher? Pare de selecionar com quem terá contato. Sabe aquela “esquisita” que te adiciona no facebook? Aceite ela, e comece a conversar. Conheça ela! É uma coisa que muita gente já ouviu falar, mas dificilmente procura… a beleza interior. Se apenas o papo for bom, mas não rolar um sentimento, fica tranquilo. Amizade nunca é demais. Mas no momento que você se der conta que está gostando de uma “esquisita”, “feia”, ou qualquer uma que não passaria no seu conceito de beleza física, você chegou onde queria. Aprendeu a gostar de uma mulher, por quem ela é, e não por como ela é. E a melhor de todas, por incrível que pareça, será aquela que irá te cegar para todas as outras. Isso acontece! Experiência própria. A gente, enquanto sem compromisso, conversa com uma mulher ou outra, que desperta o interesse, e a gente já cria um lugar de dedicação pra ela, pra ver até onde vai. E quando encontramos essa que nos cega, você vai notar que não vê mais as outras mulheres como via antes. Bem capaz ainda, soltar um “sai fora” para uma atirada, kkkkkkkkkk. Te juro.
Seus amigos vão te estranhar, vão te encher o saco chamando de “viado”, “gay” e tudo mais, só que nesse estado, a gente está tão satisfeito com a vida, que pouco importa o que o mundo pensa. As pessoas que participam de sua rotina vão notar isso. Tudo em nós melhora. Pare de perder tempo com mulher superficial, e acho que nem preciso lhe dizer como identificar uma.

Claro que podemos ter a sorte de sentir isso por uma que se encaixe no nosso gosto, mas pode ser nós mentido para nós mesmo! Você viu as fotos “dela” e sabe que é linda! Qualquer bobo vai querer se enganar e dizer que realmente está gostando dela. Então, se realmente quer sentir isso, tenha cuidado.

Espero ter ajudado ele, e mais alguém que por ventura venha a cair nesse post.

---------------------------------//---------------------------------

Falando em “achar alguém”, ontem fui ao ensaio de casamento dos meus amigos, que serei padrinho! \o/  (kkkkk, ainda não sei o porque isso é tão legal). Ele com 25 anos, e ela com 20! Novos não!? Olhando pra aquela cena, daquela menina tão nova agitada pra lá e pra cá tentando arrumar o ensaio, e aquele meu amigo lá, sorridente, realizado, e muito corajoso kkkkkkkkk.

Não consigo me ver casando. Sério. Não sei o que é, mas acho que me preocupo demais com a responsabilidade. Acho bonito essa coisa de tomar uma decisão dessas, contruir uma família, mas tão cedo? Se eu fosse bem financeiramente, era outra história, claro. Quero ter certeza de que eu possa oferecer qualidade de vida pra minha família. No caso deles, ambos trabalham, mas já ganharam carro, casa e mobília dos parentes. Não tem muito o que fazer… só casar, se mudar e tocar a vida. Graças a Deus isso deu certo pra eles. 
Mas e quanto a mim? Acho que se Deus quiser que seja mais cedo do que eu espero, bem… acho que eu vou saber, e Ele vai me dar bons motivos. E é no plano Dele que eu devo confiar.
Mas até então, não vejo sentido. Parece ser algo tão sem valor hoje em dia. Em outras palavras é só a “permissão” para poder transar, no caso de quem leva isso a sério. Aí faz, tchutchutchu tchatchatcha, separam, e aí?
Por enquanto eu não vejo razão pra levar isso a sério.

Pois bem… vou continuar na minha vidinha mesmo, seguindo em frente, postura reta, e olhos no horizonte. Na hora que eu tropeçar, eu vejo no que foi que tropecei. XD

 

Obrigadão pela atenção

ósculos e amlexos

Nenhum comentário:

Postar um comentário