segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Pequenos acontecimentos, grandes mudanças.

Todo dia tenho pensado um pouquinho sobre coisas que dão para escrever no blog. Mas não passam de minhas memórias.

Estou em um estado emocional meio estranho, não conheço uma definição pra isso. Mesmo porque, existe essa sensação interna, como também existe as boas sensações. Então mistura tudo, e acho que acaba resultando no que sinto.
Está faltando uma parte de mim. É como se tivesse aberto um buraco na minha vida, e o processo de cicatrização  estivesse sendo muito lento. Me sinto muito neutro. Tenho meus momentos de distração, como trabalho, e conversas que dão uma descontraída. Mas quando fico sozinho, bate esse vazio :/

----------------------------------------//-----------------------------------------

Não aguento mais onde eu trabalho… As coisas já foram melhores por lá, mas eu gosto de ver a coisa funcionar sabe? Todo mundo sabe que o problema principal são as pessoas, e no início dessa nova gestão, estava indo muito bem. Quem não entrasse no perfil da empresa, saia fora. Só que o maldito comodismo voltou a assombrar aquele lugar. Desanima a gente querer fazer a coisa certa, saber a causa dos problemas, mas ninguém tomar providência. De um “Cadê!? Vamos ver isso aí!”, passou a ser um “é… poxa vida, é fogo né… que coisa…”  Odeio depender de gente assim.

E não é querendo ofender ninguém, mas o nível de postura das pessoas que trabalham lá, é muito baixo. Não aguento mais tanta falta de companheirismo, gente sem noção, gente folgada, gente preguiçosa… Eu já sabia, mas agora eu tenho certeza que não estou no lugar certo. Queria acreditar que eu estava tendo paciência, mas minha paciência pra me enganar se esgotou.

----------------------------------------//-----------------------------------------

Sinto falta de momentos com amigos. Sim, no facebook eu tenho um monte, mas no meu caso quase todos moram longe, e quando moram perto, é quase impossível marcar para fazer algo.
Quando eles não têm trabalhos e compromissos com a faculdade, eles têm namorada(o).
Os que me restam são uns conhecidos da igreja. Que TODA vez vão para o Burguer King sábado de noite. Não aguento mais. Sem contar que não estou disposto a ficar pagando toda vez para me divertir.
Bom… Eu, o Henrique, e o Jhol estamos vendo um dia pra sairmos. Vamos ver se vai dar certo.

----------------------------------------//-----------------------------------------

Queria escrever mais, mas estou desanimadão, de verdade. Tentei dar o meu melhor aqui, só pra dar notícias mesmo.

 

Obrigado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário