quarta-feira, 3 de setembro de 2014

Linha de raciocínio

Todo mundo tem um passado. Talvez um passado que se envergonhe, talvez um passado que se orgulhe. Todo mundo já tomou alguma atitute que se arrepende, pelo menos uma vez na vida.
Certamente, parte desse arrependimento vem de um conceito em que lhe foi ensinado o que é certo e o que é errado. O que muito provavelmente, vem de sua religião. Mas antes de prosseguir a linha de raciocínio, vou contar algo sobre mim.

Eu particularmente, não me considero alguém com religão definida. Eu temo a Deus, e isso é o que importa pra mim. E foi sempre a Ele que recorri em todos os momentos de minha vida. A primeira vez que Ele falou comigo, foi quando eu estava fazendo muitas coisas “erradas” devido à má influências de pessoas que eu passei a andar junto. Muitas coisas estavam dando errado na vida da minha família, e não lembro ao certo o que aconteceu, mas algo me fez sentir-me culpado devido a tudo o que eu fiz. Eu tive uma crise de choro e arrependimento, e fui confessar tudo à minha mãe e pedir desculpas a ela. E desde então, tive um “boom” de amadurecimento, e tudo voltou a melhorar.

Está certo que temos fases na vida, que por mais que reconheçamos o poder de Deus, ainda fazemos coisas erradas. Porém as pessoas só sabem questionar a Deus do “PORQUE ESTÁ PERMITINDO QUE TODA ESSA BAGUNÇA EM MINHA VIDA ACONTEÇA?!” Óóóóh vida cruel, tão difícil essa vida adolecente. Estou errado?
Só sabem pedir para que corrija. Fácil né? Apronta, e pede pra corrigir. São poucas as pessoas que eu tenho conhecimento que pedem perdão pelas atitudes a Deus. É só isso que ele quer ouvir. E não é “perdoe meus pecados amém”. Ele quer ouvir do que especificamente você se arrepende. Traiu, roubou, invejou… Mas não quero tornar esse post algo sobre religião.

Onde quero chegar… Não sei, só comecei a refletir demais, e um pensamento puxa o outro.

Conheço gente que estava feliz da vida, tudo dando certo, maravilha, etc e tal. Então tudo o que foi lhe dado facilmente, é subtamente lhe tirado na mesma facilidade. Um bom exemplo disso, foram dois relacionamentos próximos que eu presenciei.
Um, uma amiga da “pegação” que achou um namorado (um amigo que merecia com certeza algo melhor que ela), ela feliz da vida, e pra ele algo que parecia inacreditável acontecendo com ele. Tempos depois ele descobriu tudo o que ela era, que ela já havia traído o namorado anterior e viiixxi, muita coisa. Resumindo, acabou e ela voltou pras lamentações dela. E o outro casal, onde ambos chegaram ao acordo de contar todos os podres e casos um ao outro, e pronto, tudo certo, sem receios de passado. Meu amigo me falou que foi duro saber algumas coisas, mas foi a melhor coisa que fizeram.

Não quero falar sobre relacionamento também…


A vida vive nos apresentando pessoas. Às vezes, você pode acabar conhecendo em um ponto de ôinibus, um escritor de quarto que ninguém nunca ouviu falar, mas ali naqueles 10 minutos esperando o ônibus, ele tira um de seus humildes rascunhos do bolso, e tem uma simples frase no texto que é exatamente o empurrãozinho que você precisava pra fazer algo.

Nunca despreze as pessoas. Tenho isso pra mim desde sempre eu acho. Fui criado assim. É duro ser bom com todos, pois chega a um momento que não consegue mais dar a mesma atenção que você já deu um dia, e a maioria das pessoas não vão pensar em se colocar no seu lugar pra aceitar a ideia de que você tem outras pessoas na vida. A cada dia que eu conheço mais gente, menos eu falo com outros que eu tinha costume de falar mais. É simplesmente impossível ser presente por igual na vida de todos, e “todos” não compreendem isso. Só saberão te julgar, e dizer que está esquecendo-os. Tenha em consciência isso, e aceite. Graças a Deus eu tenho o dom da calma, se não o fosse, eu teria chutado o balde muitas vezes, e mandado muita gente… bom, você sabe. As pessoas muitas vezes são ingratas. Só sabem cobrar de Deus, e querem tudo pra ontem.
Muita gente gosta de desabafar comigo, confiar em mim para contar certas coisas, quando EU mesmo não confiaria nessas pessoas para fazer o mesmo, porém elas não ligam. Já chegaram a pedir desculpas pra mim. Já me disseram que passo confiança. Que sou calmo. E vi isso acontecer muito principalmente em Calgary, onde eu conheci pessoas que conviveram comigo por um prazo curtíssimo de tempo, e já sentiam segurança em mim. Aprendi a aceitar melhor isso, seja lá o que for… carma? não sei. Nem sei se carma escreve com “k” ou com “c”.

Eu atualmente, estou muito safisfeito com minha vida. Com muitas razões pra continuar sorrindo todos os dias.

Obrigado

tumblr_nag74uHDxE1rpb1vjo1_500

Nenhum comentário:

Postar um comentário