quarta-feira, 15 de outubro de 2014

Quando a minha imaginação age mais rápido antes que possam me impedir de falar.

Isso foi uma breve conversa com uma amiga, que, bem… Ela disse que eu precisava de ajuda profissional pra me tratar. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Paulo Henrique: Teve uma russa que ficou dando ideia em mim... Kkkkkkkk ai deu pra ver a cara de decepção dela quando ela soube que eu era brasileiro
Paulo Henrique: Mas aí ela continuou a falar comigo mesmo assim.
Paulo Henrique: Perguntava de casamento no brasil como era
Patricia : Hahahahavahaha q moral q tem tb? Russo é tudo estranho
Paulo Henrique: Queria me arrancar um visto brasileiro
Paulo Henrique: Kkkkkkkkkk
Paulo Henrique: Ela é bonita até
Paulo Henrique: Mas eu já estava gostando da minha namorada
Paulo Henrique: Aí não senti interesse por ela
Patricia : Tendiii. Melhor assim
Patricia : Q futuro ia ter tb?
Paulo Henrique: Kkkkkkkkkkk
Paulo Henrique: Ela ia me iludir
Paulo Henrique: Eu ia me casar cedo com medo da máfia russa me matar
Paulo Henrique: Ai ela ia achar um saradao modelo das galáxias no caranaval do rio
Paulo Henrique: Ia se divorciar de mim
Paulo Henrique: E eu estaria com título de divorciado antes dos 30
Paulo Henrique: Ai eu ia publicar meu diário que fiz enquanto estive com ela
Paulo Henrique: Ia virar um best-seller
Paulo Henrique: Aos 32 anos eu estaria rico, com título de coitado romântico com medo do amor, cheio de mulheres dando em cima de mim
Paulo Henrique: Eu iria deixar o Brasil, e viajar pelo mundo para entrar em paz com meu eu interior e achar uma chave para um amor de sucesso
Paulo Henrique: Ia voltar de viagem sem essa chave, mas com muitas palavras sábias sobre como encarar os altos e baixos da vida
Paulo Henrique: Publicaria outro livro sobre minha experiência
Paulo Henrique: Com fotos que estou sujo no meio de animais selvagens, e trabalhando duro em aldeias.

Ela mandou eu me tratar.
Mas depois já queria comissão na venda dos meus livros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário