segunda-feira, 31 de agosto de 2015

But if you close your eyes…

4 meses se passaram… e nossa! Quanta coisa acontece em tão pouco tempo!

A faculdade me sugou demais. Não ponho a culpa de ter largado meus registros particulares por causa da faculdade. Afinal eu tive tempo sim, mas eu quis descansar. A um bom tempo eu venho pensando em uma oportunidade com folga para me dar disposição o suficiente. Dito e feito… estou em um tipo de férias da faculdade. É uma semana sem nada de aula e coisa pendente para estudar. Tudo o que tinha de prova para fazer, foi feito. Nessa semana começa uma nova matéria e aí consequentemente a correria toda novamente.

Eu me arrependo de não ter feito rascunhos de postagens que eu fui pensando ao longo desse tempo em que estive sumido. Agora não consigo me lembrar de tudo, e diria que “não vou postar tudo aqui” blablabla “outro dia posto” blablabla, já me conheço e sei que não vou nem lembrar de postar.

Vou tentar falar conforme eu for me lembrando.

Santos

Eu fui para Santos!!!!!! \o/ \o/
Foi uma viagem de puro relaxamento e descontração. A sensação foi muito mais do que eu esperava, pois me trouxe sensações que eu havia sentido quando fui a Toronto. É algo tão singular… Em toda a minha vida, eu sempre viajei para algum lugar com alguém já me esperando no ponto de chegada e me conduzindo pelos lugares. Isso só foi diferente pela primeira vez em Toronto. Não tinha ninguém me esperando, me virei no celular e pedindo informações. Da mesma forma eu me senti em Santos. Eu reservei um quarto em um hostel perto da praia, peguei um ônibus e enfiei a cara na estrada. Cheguei lá, e me senti em casa! Na verdade, era uma casa. E aí tinham os quartos comunitários (parte ruim), cozinha, sala, bar, gato, cachorro, tudo! Foi uma experiência bem interessante. Diferente do “hostel” que fui em Toronto, que tinha um kitnet só pra mim.
Enfim… fui para a praia, andei na orla, tirei foto, tomei um caldo-de-cana, e entrei em contato com uma amiga de Itapeva que mora lá. Saímos no dia seguinte, matei a saudade de andar de bicicleta na orla, tomei outro caldo-de-cana e fomos a uma pinacoteca famosa lá. Foi bem fora de rotina e deu uma relaxada na mente de uma forma incrível :D Estou doido para ir pra lá novamente.

Comecei a usar óculos!

Pois é… aquela sonolência exagerada nas leituras, as dores de cabeça frequentes, e uma descoberta de que um olho via as coisas de perto desfocadas, me fez procurar um oftalmo. Dito e feito. Miopia e hipermetropia.
Achei que seria só em casa para ler, mas preciso usar em qualquer instante de leitura, seja em papel, celular ou computador, eu tenho que usar. Na empresa mesmo, utilizo o dia inteiro. E quando passo muito tempo usando, e repentinamente tiro e dou uma andada, tenho a sensação de ser mais alto. rsrs é uma ilusão interessante.

FUI PROMOVIDO

Fui “promovido” daqueeeeeeeeele jeito que é bem a cara das coisas que acontecem comigo. Saí da operação – OBRIGADO DEUS – e fui para a sala administrativa. Agora sou Auxiliar Administrativo Junior. O que isso significa? Significa o primeiro passo para a área administrativa da empresa, e somente isso. Nada de salário diferente. Nada de nenhum upgrade na vida. Porra nenhuma. Mentira… estou mais envolvido com o sistema, que é muito bom para o meu curriculo. De certa forma estou ganhando algo a mais, que é o conhecimento.
E detalhe… o cargo antes ganhava quase o dobro do salário atual. Todo mundo era Sênior. Até que decidiram criar um jeito de enrolar a vida dos próximos promovidos, e fiz parte da primeira turma de Juniors, que faz exatamente as mesmas coisas que os sêniors, tem as mesmas resposabilidades, e tudo mais, pela metade do preço. Joinha pro céu.
E como foram os primeiros dias? Claro que não foi o trabalho fácil que todo adm tem… Criaram um trabalho, vejam só, exclusivamente para EU PH fazer! O trabalho mais trabalho de ***** daquele lugar. Às vezes quero socar o primeiro que chega do meu lado. Conseguiram tirar um bicho de dentro de mim que ninguém nunca havia conseguido. Mas é a vida. Um dia vai compensar.

 

Passei a ter 23 anos e 12 meses

Absolutamente nada de diferente.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário